Cidade de São Paulo começa a vacinar 266 mil pessoas de 42 e 43 anos nesta quarta (30)

·3 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.05.2021 - Vacinação contra a Covid-19 realizada na UBS Mooca, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.05.2021 - Vacinação contra a Covid-19 realizada na UBS Mooca, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A partir desta quarta-feira (30), cerca de 266 mil pessoas de 42 anos e 43 anos começam a ser imunizadas na cidade de São Paulo contra a Covid-19. Pelo calendário divulgado pela Prefeitura de São Paulo, esse público poderá procurar a vacina também na quinta-feira (1º). Nesta terça-feira, foi a vez das pessoas de 45 anos e 44 anos de idade.

Para atender a toda essa demanda, novamente todos os cerca de 600 postos de vacinação estarão abertos. Além disso, a gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB) informou que a capital recebeu, nesta terça-feira, 264 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca. A prefeitura também está na expectativa pelo envio de outras 30 mil doses do imunizante nesta quarta-feira (30).

Desde que se viu obrigada a suspender a vacinação no dia 22 deste mês devido a um apagão na vacinação ocorrido no dia anterior, Nunes reformulou os anúncios de faixas etárias a serem vacinas e passou a divulgar as datas apenas se as doses forem suficientes.

Isso não impediu, entretanto, desabastecimentos temporários que vem ocorrendo desde semana passada. Apesar de ser um número pequeno em relação a situação da semana passada, nesta terça-feira ao menos 19 pontos de vacinação voltaram a enfrentar problemas de faltas de doses. Além disso, a medida que a vacinação avança, aumenta as filas nos postos de vacinação, embora muitos ainda insistam em tentar escolher o imunizante para se vacinar.

A Prefeitura de São Paulo já anunciou o calendário de vacinação até a próxima quarta-feira (7), para atender pessoas de até 41 anos de idade. A próxima agenda previata é na sexta-feira (2), quando está prevista a repescagem do público de 42 anos a 46 anos. É a oportunidade para quem não conseguiu ir na data estipulada para a sua idade se vacinar, embora isso possa ser feito a qualquer tempo. Por uma questão de organização, a prefeitura pede para que as demais faixas etárias ainda não divulgadas não procurem os postos antes.

Para a repescagem, apenas as UBSs e as UBS/AMA Integradas aplicarão as vacinas, tanto a primeira quanto a segunda dose.

No próximo sábado (3), só será feita a aplicação de segunda dose nas 82 UBSs/AMAs (Assistências Médicas Ambulatoriais).

De segunda-feira (5) a quarta-feira (7), a capital abrirá a vacinação para a população de 41 anos, estimada em 132 mil pessoas, e, para isso, reabrirá megapostos, drives-thru, farmácias e UBSs.

No ato da vacinação, é necessário apresentar um comprovante de residência na capital, juntamente com os documentos pessoais, preferencialmente o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) e cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

O comprovante de endereço no município de São Paulo pode ser apresentado de forma física ou digital. Se não houver no próprio nome do munícipe, serão aceitos comprovantes em nome do cônjuge, companheiro, pais e filhos, desde que apresentado também um documento que comprove o parentesco ou estado civil, como RG, certidão de nascimento, certidão de casamento ou escritura de união estável.

Para que a aplicação ocorra de forma rápida possível, a administração municipal pede que o interessado em receber a dose realize um pré-cadastro no site Vacina Já. Basta inserir dados como nome completo, CPF, endereço, telefone e data de nascimento. Além disso, o cidadão deve permanecer atento ao site "De Olho na Fila", que mostra o movimento de todos os postos de vacinação

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos