Cidade de São Paulo passa de 2.100 mortes por Covid-19, segundo a prefeitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo, sob gestão Bruno Covas (PSDB), divulgou nesta sexta-feira (8) que a capital paulista passou das 2.100 mortes confirmadas pela Covid-19.

São 2.106 óbitos, segundo o boletim informativo diário da prefeitura, cem a mais que o divulgado na quinta (7).

Em uma semana, foram 393 mortes registradas, o que dá um aumento de 23%. A média é de 56,1 óbitos por dia de coronavírus.

Ainda segundo a prefeitura, 2.624 mortes são consideradas suspeitas, aguardando o resultado dos exames --totalizando 4.730 mortes entre confirmadas e suspeitas.

Em uma semana houve um aumento de 32% no número de pacientes internados nos 20 hospitais da rede municipal. Hoje são 1.673, sendo que a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 85% (a maior ocupação foi no dia 5 deste mês, com 87%).

Também houve um aumento de 34% no número de pacientes que precisam usar ventilação mecânica --350 até esta sexta.

Hospitais municipais Pelo quarto diz seguido não foi registrado pela prefeitura óbitos nos hospitais de campanha montados no estádio do Pacaembu (zona oeste) e do complexo do Anhembi (zona norte). As últimas mortes confirmadas nestes locais ocorreram na segunda (4), com três óbitos no Anhembi.

Até o momento, 13 pessoas morreram nos hospitais de campanha, sendo 12 na unidade da zona norte e um no Pacaembu.

O Hospital do Anhembi conta com 555 pacientes internados e mais 82 devem chegar entre esta sexta e o sábado. No Pacaembu, são 148 internados e outros 16 a caminho.