Cidade de São Paulo tem mês de julho mais quente desde 1943

SÃO PAULO, SP, 26.07.2022 - CLIMA-POLUIÇÃO-SP - Névoa de poluição devido à falta de chuva dificulta a visibilidade do Pico do Jaraguá. Apesar de estar em pleno inverno, a cidade de São Paulo teve o mês de julho mais quente em 38 anos. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 26.07.2022 - CLIMA-POLUIÇÃO-SP - Névoa de poluição devido à falta de chuva dificulta a visibilidade do Pico do Jaraguá. Apesar de estar em pleno inverno, a cidade de São Paulo teve o mês de julho mais quente em 38 anos. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O calor deste mês na cidade de São Paulo vai ficar registrado na História. Desde 1984, é o mês de julho mais quente registrado na capital paulista, com média mensal de 25,9º C de temperatura máxima na série histórica. A informação foi divulgada nesta terça-feira (26) pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Até então, a temperatura mais alta para um mês de julho havia sido registrada em 1977, com média mensal de 25,3º C. Normalmente, a média máxima de temperatura para o mês gira em torno de 23º C.

Segundo o Inmet, nesta semana, a cidade de São Paulo pode registrar temperatura ainda mais alta, com a máxima chegando a 29º C na quinta-feira (28), tornando esse um dos dias mais quentes do mês. A mínima na quinta-feira pode chegar a 15º C. Já no sábado (30), a máxima não deve ultrapassar os 19º C, enquanto a mínima pode registrar até 7º C.

De acordo com o instituto, a umidade relativa do ar continua baixa e um forte bloqueio atmosférico de alta pressão, que impede a entrada de frentes frias, tem favorecido a elevação das temperaturas na capital. O calor será amenizado com a chegada de uma frente fria a São Paulo na próxima sexta-feira (29), que trará rajadas de vento, chuvas esparsas e queda acentuada na temperatura.

A cidade de São Paulo não tem chuvas significativas desde o dia 10 do mês passado, informou o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE). Até o momento, julho registrou apenas chuviscos isolados em dias alternados, acumulando apenas 0,6mm.

Em entrevista nesta terça ao programa Repórter São Paulo, da TV Brasil, o técnico em meteorologia do CGE Adilson Nazário disse que o clima ameno trazido pela frente fria deve se estender por todo fim de semana em São Paulo.

Segundo Nazário, a projeção é que sábado (30) e domingo (31) sejam os dias mais frios, com temperaturas em torno de 10º C ou 11º C. “Não é uma sequência de dias muito longa, mas já vai servir para melhorar a qualidade do ar temporariamente”, afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos