Cidade de São Paulo terá todos os postos abertos para vacinação contra Covid nesta sexta

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.04.2021 - Enfermeira aplica dose de vacina contra a Covid-19 em idoso na cidade de São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.04.2021 - Enfermeira aplica dose de vacina contra a Covid-19 em idoso na cidade de São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo informou que todos os postos para vacinação contra a Covid-19 na capital paulista estarão abertos nesta sexta-feira (21). A aplicação será feita entre 7h e 19h, mas os horários variam de acordo com o tipo de local.

A imunização acontecerá nas UBSs (unidades básicas de saúde) -incluindo os postos integrados às AMAs (assistências médicas ambulatoriais)-; centros de saúde; SAEs (serviços de atenção especializada) e nos postos volantes (tais como farmácias, supermercados e igrejas); além dos drive-thrus (onde a vacinação é feita dentro do carro), e dos mega postos (que atendem as pessoas que vão a pé até os locais).

Nas UBSs e nas AMAs/UBSs Integradas, o horário de atendimento será das 7h às 19h. O Centro de Saúde da Barra Funda funcionará das 17h às 17h. Já os outros dois centros (Sumaré e Butantã), abrem uma hora mais tarde, e operam das 8h às 17h. Os postos volantes, mega postos e drive-thrus também oferecerão as vacinas das 8h às 17h.

Quem for tomar a segunda dose deve se dirigir a uma UBS ou a uma AMA/UBS integrada. A primeira dose será aplicada em qualquer ponto de vacinação.

Nesta quinta-feira (20), o prefeito Ricardo Nunes (MDB) acompanhou o início da vacinação das pessoas com comorbidades e deficiência permanente beneficiárias do BPC (Benefício de Prestação Continuada) acima de 45 anos. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a estimativa é que sejam imunizadas 186.047 pessoas, sendo 180.819 com comorbidades e 5.228 com deficiência.

Para poder tomar a vacina, a pessoa com deficiência permanente ou com comorbidades deve comprovar seu estado de saúde. No caso das pessoas com deficiência, estão sendo atendidas aquelas beneficiárias do BPC (Benefício de Prestação Continuada), do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social). Além do comprovante do BPC, a pessoa também deve comprovar seu estado de saúde por meio de algum documento simples, mesmo que seja mostrando o Bilhete Único Especial.

A Secretaria de Estado da Saúde, gestão João Doria (PSDB), afirma que é aconselhado que se faça o pré-cadastro no site VacinaJá. A plataforma não serve como agendamento, mas, segundo o governo paulista, diminui o tempo de atendimento no dia da vacinação em cerca de 90%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos