Cidade de SP inicia vacinação de pessoas em situação de rua com mais de 60 anos

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLAHPRESS) - A Prefeitura de São Paulo começou a vacinar contra o coronavírus Sars-CoV-2 as pessoas em situação de rua com mais de 60 anos de idade nesta sexta-feira (12). A campanha conta com as equipes do programa Consultório na Rua, ligado à Secretaria Municipal da Saúde, e deve alcançar cerca de 2.200 pessoas que estão dentro deste perfil. De acordo com a prefeitura, a vacinação será feita das 7h às 19h, até que essa população, que já está cadastrada e tem vínculo com o programa, seja completamente vacinada. "Ao todo, cerca de 500 profissionais atuarão na logística utilizando 50 carros para deslocamento e vacinação", diz a administração em nota. "Trata-se de uma solicitação do Ministério Público e da Defensoria Pública que a Prefeitura vai atender através da rede que faz visitação aos moradores de abrigos municipais ou de pessoas que estão na rua", afirmou o prefeito Bruno Covas em nota. Na quinta-feira (11) a cidade havia dado início à vacinação das pessoas com mais de 85 anos na cidade. A vacinação acontece em todas as mais de 450 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de São Paulo e ainda em cinco pontos de vacinação drive-thru. Até a quinta (11), cerca de 34 mil idosos com mais de 90 anos já haviam recebido a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. Nesta sexta (12), o estado de São Paulo começou a aplicar a segunda dose da vacina nos profisisonais de saúde que atuam diretamente com pacientes da Covid-19. Até o início da tarde, mais de 1,3 milhão de doses do imunizante já haviam sido aplicadas no estado, segundo o vacinômetro, ferramenta criada pelo governo para divulgar a evolução da campanha de imunização nas cidades de São Paulo. O próximo grupo a ser vacinado será o de pessoas com mais de 80 anos de idade, a partir de 1º de março. O calendário para a imunização de outras faixas etárias ainda não foi divulgado.