Cidades de 11 estados já aplicam 5ª dose da vacina contra Covid; saiba quais

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 -Vacinação contra a Covid-19 na UBS Max Perlman, na zona sul de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 -Vacinação contra a Covid-19 na UBS Max Perlman, na zona sul de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

RIBEIRÃO PRETO, SP - BELO HORIZONTE, MG - SALVADOR, BA - RIO DE JANEIRO, RJ - CURITIBA, PR - PORTO ALEGRE, RS - SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A quinta dose da vacina contra a Covid-19 já é oferecida em cidades de pelo menos 11 estados do país. O público prioritário é formado por pessoas imunossuprimidas.

Embora a chegada de uma subvariante da ômicron, a BQ.1, já fosse esperada por especialistas, os novos casos têm causado preocupação, principalmente pela capacidade maior dessa linhagem de escapar dos anticorpos.

A doença, que vinha numa série de queda de casos e internações, voltou a crescer no Brasil, com reflexo nas internações em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no estado de São Paulo e na explosão de testes com resultado positivo na rede privada, passando de 3%, no início de outubro, para mais de 23% até o dia 4 de novembro --o que representa aumento de 524%.

Levantamento feito pela Folha de S.Paulo com secretarias estaduais de Saúde e prefeituras das capitais aponta que em ao menos oito estados já há oferta da quinta dose do imunizante: São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Pernambuco, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Norte e Acre

Há, ainda, três capitais em que já é possível receber a quinta dose da vacina contra a Covid: Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Aracaju (SE).

Apenas na região Centro-Oeste do país não há nenhum estado ofertando a vacina adicional para proteção contra a doença, que já causou mais de 688 mil mortes no Brasil desde o início da pandemia, em 2020.

No Sudeste, os estados de São Paulo e Espírito Santo ofertam a quinta dose, assim como algumas cidades do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Belo Horizonte, já citada.

Em São Paulo, a Secretaria da Saúde informou que o reforço é oferecido para pessoas imunossuprimidas com 18 anos ou mais que tenham tomado a quarta dose há pelo menos quatro meses. Pessoas com 40 anos ou mais que tenham iniciado o esquema vacinal com o imunizante da Janssen e tenham tomado a segunda dose de reforço há pelo menos quatro meses também podem se vacinar.

Na cidade do Rio, idosos e pessoas com comorbidades poderão se vacinar após dez meses da aplicação da quarta dose. Em Niterói, na região metropolitana, e em Magé, na Baixada Fluminense, a quinta dose é oferecida a qualquer pessoa maior de 18 anos que já tenha tomado a quarta dose também há dez meses.

No Espírito Santo, a Secretaria da Saúde informou, em nota, que a quinta dose está disponível para esquema vacinal de pessoas imunocomprometidas.

No Nordeste, Pernambuco e Rio Grande do Norte informaram já estarem vacinando pacientes imunossuprimidos, assim como as prefeituras de Salvador e Aracaju, que disponibilizam a vacina desde que seja respeitado um intervalo de quatro meses em relação à dose anterior.

Na região Norte, Amazonas e Acre oferecem o reforço a pessoas com doenças imunossupressoras, assim como no Paraná, único estado do Sul que aplica a quinta dose.

Os outros estados informaram que não iniciaram a aplicação da quinta dose da vacina contra a Covid porque aguardam recomendações do Ministério da Saúde.

É o caso de Minas Gerais e Mato Grosso, por exemplo, que relataram seguir diretrizes do PNI (Plano Nacional de Imunizações), que até o momento não iniciou a aplicação da quinta dose. A Prefeitura de Goiânia informou o mesmo. Há também casos em que não há doses disponíveis para a oferta da quinta dose, como afirmou o Governo do Piauí.

O Ministério da Saúde do governo Jair Bolsonaro (PL) afirma que a estratégia de vacinação contra a doença para o próximo ano, bem como a quantidade de doses utilizadas, está indefinida até o momento.