Cientistas descobrem a maior planta do mundo na Austrália

Erva marinha da espécie Posidonia australis (Foto: Rachel Austin/Universidade da Austrália Ocidental)
Erva marinha da espécie Posidonia australis (Foto: Rachel Austin/Universidade da Austrália Ocidental)

Pesquisadores da Universidade da Austrália Ocidental descobriram a maior planta do mundo. A erva marinha da espécie Posidonia australis foi localizada em Shark Bay, na costa oeste da Austrália.

Segundo informações do jornal britânico The Guardian, ela se estende por mais de 180 quilômetros, e acredita-se que tenha se espalhado a partir de uma única semente —gerada a partir de duas espécies diferentes de ervas marinhas —cerca de 4.500 anos atrás.

De acordo com a BBC, os cientistas coletaram brotos do outro lado da baía e examinaram 18 mil marcadores genéticos para criar uma "impressão digital" de cada amostra.

"A resposta nos surpreendeu - havia apenas uma!" disse Jane Edgeloe, principal autora do estudo.

“É isso, apenas uma planta se expandiu por mais de 180 km em Shark Bay, tornando-se a maior planta conhecida na Terra”, acrescentou.

Segundo a BBC, a planta também é notável por sua resistência, já que cresceu em condições extremamente variáveis.

"Parece ser realmente resiliente. Experimentou uma ampla gama de temperatura e salinidade, além de condições extremas de luz alta, condições que juntas normalmente seriam altamente estressantes para a maioria das plantas", disse Elizabeth Sinclair, uma das pesquisadoras.

A pesquisa foi publicada na revista Proceedings of the Royal Society B.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos