Cientistas descobrem qual era a temperatura do Universo poucos antes do 'Big Bang'

·2 min de leitura
Estima-se que o Universo tenha cerca de 13,82 bilhões de anos e que, desde o Big Bang, a temperatura do Universo venha diminuindo continuamente
Estima-se que o Universo tenha cerca de 13,82 bilhões de anos e que, desde o Big Bang, a temperatura do Universo venha diminuindo continuamente. (Foto: Getty Images)

Um grupo de astrofísicos descobriu qual era a temperatura do universo poucos anos antes do Big Bang. Essa foi a primeira medição de uma era "jovem" do universo, com apenas 880 milhões de anos.

Os dados foram publicados na revista Nature, na última quarta-feira (2).

Atualmente, estima-se que o Universo tenha 13,82 bilhões de anos, e as teorias mais aceitas creem que desde o Big Bang, o universo têm diminuído sua temperatura.

Segundo a equipe de cientistas, a descoberta, além de estabelecer um marco no desenvolvimento da temperatura do espaço, também pode interferir na energia escura. Acredita-se que essa energia seja a responsável pela expansão do Universo, mas ainda não se sabe muito sobre suas propriedades.

Para realizarem a pesquisa, os estudiosos utilizaram o observatório Noema, localizado nos alpes franceses. Lá, eles acompanharam uma galáxia chamada HFLS3, que corresponde a uma idade de 880 milhões de anos após a explosão.

Deste modo, eles encontraram uma tela de gás de água fria que lança uma sombra na radiação espacial. Segundo os dados, essa sombra aparece porque a água absorve as partículas mais quentes de radiação, e a escuridão revela a diferença de temperatura entre galáxia e espaço.

Vale lembrar que a temperatura da água no espaço pode ser descoberta a partir de algumas propriedades vistas na explosão estrelar.

Deste modo, a diferença de temperaturas indicou que na época do Big Bang, o Universo era sete vezes mais quente do que hoje.

Nas redes sociais, alguns internautas comentaram o assunto.

"Uma tela de gás de água fria projeta uma sombra na radiação cósmica, revelando a temperatura do universo jovem, quando tinha cerca de 880 milhões de anos", explicou um.

"Um grupo internacional de astrofísicos desenvolveu um novo método para medir a temperatura cósmica em micro-ondas do jovem Universo, quando tinha apenas 880 milhões de anos”, compartilhou outra.