Cientistas descrevem cinco das maneiras mais estranhas (e terríveis) de morrer

A maioria de nós tem aflição ao pensar em morrer em um acidente aéreo ou caindo de um prédio alto – mas estas são mortes relativamente fáceis de lidar.

E se você ficasse com a mão presa em contato com os feixes do Grande Colisor de Hádrons?

Dois cientistas do Exploratorium, um museu em São Francisco, Estados Unidos, passaram anos definindo algumas maneiras incrivelmente bizarras (e terríveis) de morrer.

Paul Doherty e Cody Cassidy revelaram os detalhes pavorosos, numa sessão de perguntas e respostas no Reddit, nesta semana.

Os “vermes marinhos” da Fossa das Marianas

O que aconteceria com você no local mais profundo da Terra: o fundo da Fossa das Marianas?

Doherty diz: “Felizmente a maior parte do seu corpo é feita de água, e a água é incompressível, então você manteria sua forma humana básica”.

“No entanto, as bolsas de ar dentro de você, na sua cavidade nasal, garganta e peito, seriam um problema”.

“Elas implodiriam. Como você não teria ar, não flutuaria até a superfície e provavelmente ficaria no fundo até ser consumido por vermes marinhos da espécie osedax mucofloris, que costumam se alimentar de ossos de baleias, mas provavelmente abririam uma exceção neste caso”.

Cair em uma estrela de nêutrons

Uma estrela de nêutrons é o núcleo colapsado de uma estrela maior – um objeto pequeno e denso com alguns quilômetros de largura, mas com massa maior do que a do nosso Sol.

O que aconteceria se você caísse dentro de uma delas?

Doherty explica: “Você provavelmente morreria por causa da radiação produzida quando a matéria cai dentro da estrela de nêutrons, e certamente a uma distância próxima de 1,6 quilômetro”.

No entanto, Doherty alerta que a gravidade e o magnetismo também teriam um papel relevante.

“Isso significa que se a sua cabeça estiver apontando para a estrela de nêutrons, ela será puxada para o centro da estrela com muito mais força do que seus pés, e esta força de maré iria rasgá-lo”.

As estrelas de nêutrons também são imensamente magnéticas – bilhões de vezes mais fortes do que qualquer ímã na Terra.

“Nestes níveis de magnetismo seus átomos seriam distorcidos até se transformarem em cigarros finos, e todas as ligações entre os átomos que compõem as moléculas do seu corpo seriam quebradas”.

Seus órgãos caírem para fora do seu corpo num elevador

Esta é uma daquelas hipóteses que as pessoas discutem após algumas rodadas de cerveja: qual é a melhor maneira de sobreviver à queda de um elevador?

Dohery tem a resposta: Esparrame-se pelo chão, já que “deitar-se com as costas no chão é a melhor maneira de distribuir as forças da gravidade igualmente pelo seu corpo”.

A pior coisa a fazer é continuar em pé, já que existe o risco de que seus órgãos continuem viajando para baixo, mesmo quando seu corpo parar.

Segundo Doherty, isso pode causar problemas.

Colocar a mão nos feixes do Grande Colisor de Hádrons (LHC)

Como sabemos o que aconteceria se você colocasse a sua mão em contato com os feixes de um acelerador de partículas?

É simples: alguém já fez isso.

O cientista soviético Anatoli Bugorski foi atingido na cabeça pelo feixe de um acelerador de partículas em 1978, enquanto verificava se ele estava ligado.

“O acelerador de Bugorski era 100 vezes menos poderoso do que o LHC, e também tinha um pulso único, enquanto o LHC tem vários,” disse o Dr. Doherty.

“O feixe paralisou um lado do rosto de Anatoli Bugorki. Como resultado, agora, muitos anos depois, um lado da sua face está liso e sem rugas, enquanto o outro envelheceu décadas”.

“Como Bugorki quase morreu envenenado pela radiação, acreditamos que um incidente semelhante com o LHC seria letal”.

Cair no centro da Terra

É algo que costuma despertar fascínio nas crianças: o que aconteceria se você caísse no centro da Terra?

Infelizmente, o resultado seria um pouco mais aterrorizante do que o que vemos em livros infantis.

Doherty explica: “A pressão e a densidade do ar começam a dobrar a cada 4,8 quilômetros, então após 10 duplicações e 48 quilômetros, o ar seria tão denso quanto a água, e você não afundaria mais”.

“O centro da Terra é mais quente do que a superfície do Sol, então você iria cozinhar. Você precisaria de um traje refrigerado e impossivelmente bem isolado”.

Rob Waugh
Yahoo News UK