Cientistas estão desenvolvendo robôs que constroem a si mesmos

Cientistas estão desenvolvendo robôs que constroem a si mesmo (Foto: Getty Images)
Cientistas estão desenvolvendo robôs que constroem a si mesmo (Foto: Getty Images)
  • Os robôs que se auto-montam estão sendo desenvolvidos por pesquisadores do MIT;

  • O trabalho já apresenta resultados positivos;

  • Apesar disso, hardwares mais potentes são uma necessidade para avançar com o projeto.

Robôs que efetivamente se auto-montam estão sendo desenvolvidos pelos pesquisadores do centro de Bits e Átomos do MIT (Massachusetts Institute of Technology). Apesar do trabalho estar dando resultados positivos, os cientistas acreditam que um robô autônomo de autoconstrução ainda está “a anos de distância”.

No centro do sistema estão estruturas conhecidas como voxels, que carregam energia e dados que podem ser compartilhados entre as peças. As partes formam a base do robô, agarrando e anexando voxels adicionais antes de se moverem pela grade para posterior montagem. Veja o vídeo abaixo:

“Nossa abordagem desafia a convenção de que construções maiores precisam de máquinas maiores para construí-las e podem ser aplicadas em áreas que hoje exigem investimentos substanciais de capital para infraestrutura fixa ou são totalmente inviáveis”. Observaram os pesquisadores em um artigo associado publicado na Nature.

Desenvolver o nível adequado de inteligência para esses sistemas é um grande obstáculo. Entre outras coisas, os robôs precisam determinar como e onde construir, quando começar a construir um novo robô e, em geral, como evitar colidir uns com os outros no processo.

“Quando estamos construindo essas estruturas, você tem que construir inteligência”, disse o co-autor do artigo, Neil Gershenfeld, em um comunicado. “O que surgiu foi a ideia de eletrônica estrutural – de fazer voxels que transmitem energia e dados, bem como força.”

Os problemas de hardware persistem. A equipe está atualmente trabalhando na construção de conectores mais fortes para manter os voxels juntos.

Em última análise, o desejo por tal sistema – quando concluído – é claro. A equipe sugere que usar os robôs para determinar a construção ideal pode economizar muito tempo gasto na prototipagem. A NASA e o Laboratório de Pesquisa do Exército dos EUA participaram do financiamento do projeto.