Cientistas parecem ter encontrado a criatura por trás do mito do unicórnio

Os cientistas podem ter identificado a criatura que inspirou os mitos sobre unicórnios. Aparentemente, trata-se de um rinoceronte de quatro metros e meio de altura.

Os cientistas hoje acreditam que o rinoceronte siberiano Elasmotherium Sibiricum pode ter muito mais idade do que se acreditava até então - tendo sobrevivido até uns meros 26.000 anos atrás.

Isso significa que os humanos do passado devem ter visto as enormes feras de apenas um chifre – o que pode ter inspirado o mito sobre os unicórnios.

Os pesquisadores descobriram um crânio em Pavlodar, na região de Priirtysh, no Cazaquistão – e os testes com carbono comprovaram que o fóssil tinha pouco mais que 26.000 anos de idade.

Dr Andrei Shpanski, da Tomsk University disse: “Aparentemente, o sul da Sibéria (lado oeste) foi um refúgio para este animal, preservando a espécie por mais tempo do que pensávamos até então”.

“Há uma outra possibilidade - seria a migração da espécie para regiões meridionais”.

O fóssil parece ser de um animal macho, adulto e muito grande.

As dimensões deste rinoceronte são as maiores dentre as descritas na literatura e as proporções são normais.

Blog de Rob Waugh no Yahoo