Cigarro eletrônico explode no rosto de homem nos EUA

Yahoo Notícias International
(Foto: AFP)


O norte americano Josh Swartz comprou um cigarro eletrônico nos Estados Unidos na semana passada, esperando usá-lo como uma forma de parar de fumar. Em vez disso, o cigarro explodiu enquanto ele fumava, conforme relato ao KNWA. “Eu coloquei o cigarro na boca e assim que apertei o botão, o dispositivo explodiu,” ele diz.

Sua esposa, que estava a caminho da garagem para encontrar seu marido, diz que ouviu um barulho semelhante ao de um tiro e viu as chamas. “Foi aí que olhei e vi meu marido curvado dentro da garagem, tentando respirar, e ele nem conseguia falar comigo,” ela diz.

Além de queimaduras na boca, garganta e na mão, Josh também ficou com os lábios muito danificados e dentes despedaçados; eles acreditam que a bateria o cigarro eletrônico causou a explosão.

Este caso é apenas a mais recente de muitas notícias negativas relacionadas à indústria do cigarro eletrônico. De acordo com a Reuters , um estudo publicado nesta semana descobriu que jovens que usam cigarros eletrônicos possuem uma chance 30% maior de ter problemas respiratórios como tosse ou muco quando comparados com pessoas que nunca o usaram.

“Os cigarros eletrônicos certamente não são inofensivos, e sérios problemas de saúde relacionados ao uso no longo prazo provavelmente serão identificados com o tempo,” diz o autor do estudo.

Mas a ideia de banir a venda de cigarros eletrônicos para adolescentes também não parece tão boa: outro estudo recente descobriu que quando pessoas com menos de 18 anos não são autorizadas a comprar cigarros eletrônicos, o número de fumantes tradicionais nesta faixa etária aumenta, de acordo com a Medscape.