Cigarros falsificados são apreendidos em lojas de conveniência de postos de gasolina no Rio

Policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) apreenderam, nesta terça-feira, cerca de 200 cigarros falsificados que eram vendidos em lojas de conveniência de postos de gasolina na cidade do Rio. Os agentes fiscalizaram quatro estabelecimentos - dois na Tijuca, um no Maracanã e um em Inhaúma - todos na Zona Norte do Rio.

Durante a operação, foram apreendidos nos estabelecimentos diversos maços com indícios de falsificação de marcas famosas, e que vendidos por um preço abaixo do mercado. Um dos produtos apreendidos era anunciado a R$ 12 e o original custa, em média, R$ 15

Os responsáveis pelos postos de gasolina foram conduzidos à delegacia para prestar esclarecimentos sobre a origem dos produtos comercializados e poderão responder por crime contra a propriedade industrial e contra a economia popular e relações de consumo.

Todo o material apreendido será encaminhado para a perícia e, posteriormente, será destruído.

A Polícia Civil alerta que os cigarros falsificados expõem a saúde do consumidor a risco muito maior do que os cigarros legais, uma vez que eles não passam pela análise da ANVISA, podendo conter em sua composição qualquer tipo de substância.