Cinco dicas para economizar nas compras em supermercados

1 / 2

79419947_EC - Rio 18-10-2018 Aniversário Guanabara - Preparativos -- Preparativos para a 25ª e.jpg

Produtos de limpeza em prateleiras de supermercado

RIO - Se você tem a impressão de gastar mais dinheiro do que deveria no supermercado e que os produtos estão sempre muito caros, talvez seja o momento de rever seu comportamento de consumo. Economizar não é difícil, mas exige atenção, planejamento e paciência para fazer as compras. Com esses três requisitos, é possível aproveitar promoções com frequência e conseguir descontos para diminuir a despesa.

No Rio de Janeiro, o consumidor é beneficiado pela competitividade entre as redes. O consultor de varejo Marco Quintarelli ressalta que é fácil encontrar bairros onde há vários supermercados de bandeiras diferentes próximos uns dos outros. Com isso, a tendência é que os estabelecimentos balizem os preços e anunciem ofertas para atrair a clientela.

Fique de olho nos encartes para pesquisar preços

Pagar o primeiro valor que se vê, jamais! Pesquisar preços antes de comprar é o cuidado mais básico a ser tomado por quem quer economizar nas compras em supermercados. Os encartes ajudam bastante nessa tarefa, pois permitem comparações rápidas. Na falta do folheto impresso, vale olhar a versão digital nos sites das redes varejistas.

Baixe os aplicativos dos supermercados

Os principais supermercados têm aplicativos próprios, que oferecem ao consumidor descontos personalizados e a possibilidade de acumular pontos para troca por produtos. As plataformas funcionam dentro de uma estratégia de fidelização customizada do cliente, diz Quintarelli. Depois que o usuário se cadastra na ferramenta, ela começa a monitorar as preferências de consumo e disponibiliza promoções exclusivas, com base nos produtos que a pessoa mais leva para casa.

— Antes de sair para as compras, eu dou uma olhada no aplicativo e já ativo as ofertas. Mesmo assim, faço uma pesquisa para ver se o concorrente tem preço melhor — diz a jornalista e empreendedora Denise Wasserman, de 54 anos, "caçadora de ofertas" do "Qual oferta", plataforma dos jornais EXTRA, O Globo e Expresso que reúne, no impresso e no digital, as melhores promoções de supermercados, drogarias e lojas de departamento de Rio e Grande Rio.

Atente para o calendário de promoções

Alguns estabelecimentos fazem promoções setorizadas em dias específicos da semana. É o caso do Mundial, que tem ofertas de hortifruti toda terça e quarta-feira, de carnes às quartas e quintas-feiras, e de peixes às sextas-feiras. Nesses dias, os descontos vão de 20% a 30% nos itens das categorias mencionadas. Já o Guanabara promove a Terça Quente, com promoções na padaria e no setor de laticínios; a Quarta-feira Inteligente, para frutas e legumes; a Quinta Maravilha, com ofertas no açougue; e a Sexta-feira Gostosa, para a seção de cereais e salgados.

Além disso, as redes costumam fazer ações promocionais para um tipo de produto ou todo um setor que podem durar um fim de semana, uma semana inteira ou até um mês. Algumas dessas iniciativas se repetem todos os anos. Por isso, o ideal é ficar atento à programação dos supermercados e planejar as compras para a época de preços baixos.

Aposte em produtos de marcas próprias dos supermercados

De acordo com o consultor de varejo Marco Quintarelli, produtos de marcas próprias dos supermercados são 5% a 25% mais baratos do que itens de marcas tradicionais.

— Quando se fala em arroz, farinha e café, por exemplo, a diferença de preços fica entre 5% e 8%. Mas o percentual pode chegar a 25% para artigos de mercearia, como achocolatados e geleias, de limpeza e descartáveis — afirma o especialista: — As marcas próprias dos supermercados não têm o investimento de marketing que encarece os produtos da marca líder da categoria. Mas existe toda uma estrutura por trás da fabricação para garantir a qualidade.

Não faça compras de mês

Ir ao supermercado com frequência é a tática da jornalista e empreendedora Denise Wasserman para aproveitar ofertas do dia e da semana e, assim, gastar menos. Fazer uma compra para o mês inteiro está fora de cogitação para a "caçadora de ofertas" do "Qual oferta".

Segundo Marco Quintarelli, o varejo destina a primeira quinzena do mês para promoções de produtos com função de abastecimento. Nos quinze dias restantes, os descontos são reservados para itens de reposição. Por isso, a variação de preços é ampla ao longo do mês.

Para quem não pode estar sempre no supermercado, o aconselhável é ir, no mínimo, duas vezes por mês, para pegar as ofertas quinzenais. Mas o ideal é fazer, pelo menos, uma visita ao estabelecimento por semana.

— Minha dica é escolher o dia da promoção para aquele setor de produtos que mais onera as compras e usar a ocasião para adquirir tudo que for necessário — indica Denise Wasserman.