CineCarioca Nova Brasília, no Complexo do Alemão, retorna após dois anos fechado

·2 minuto de leitura

RIO — Após quase dois anos fechado, o CineCarioca Nova Brasília, no Complexo do Alemão, voltará à ativa, a partir da semana que vem. No domingo (17), a prefeitura fará a cerimônia de reabertura do espaço, que agora será gerido pela GW Cinemas. Os ingressos terão preços populares, com valor mácimo de R$10 a inteira.

O CineCarioca, inaugurado em 2010, estava fechado desde dezembro de 2019, quando o antigo contrato de gestão se encerrou. No último dia 7 de julho, a RioFilme lançou o novo edital, vencido pela GW Cinemas, uma empresa criada no próprio Alemão, por Wellington Cardoso da Luz, que trabalha no CineCarioca desde a sua criação.

— Montamos a empresa com toda a documentação e vencemos a licitação, agora a gente não está nem conseguindo dormir de tão impactado com tudo o que está acontecendo, e com a expectativa do cinema voltar explicou Cardoso, que lembra do dia que a "comunidade desceu", há 10 anos, para acompanhar a inauguração do cinema.

Pelo novo contrato, os gestores precisarão oferecer pelo menos quatro sessões diárias de filmes no CineCarioca, que possui uma sala com 94 lugares. O valor dos ingressos será de R$10, com benefício da meia entrada para todos moradores do Complexo do Alemão e adjacências, além de idosos, estudantes e pessoas com deficiência. A operação funcionará com subsídios da RioFilme

Demanda reprimida

A reabertura do CineCarioca Nova Brasília atende a uma demanda da população do seu entorno: a sala é a única opção de cinema na área do Complexo do Alemão, que, segundo Censo do IBGE de 2010, abrange cerca de 15 comunidades, com mais de 60 mil habitantes.

Desde a inauguração em 2010 até o fim do ano de 2019, o CineCarioca Nova Brasília sempre apresentou números expressivos de público, com cerca de 700 mil frequentadores em 11.990 sessões, o que confirma a relevância de sua construção e a importância de sua continuidade. A missão sociocultural sempre foi a base das atividades do CineCarioca Nova Brasília: durante seus primeiros quatro anos de operação, foram realizadas diversas atividades, como sessões escolares para mais de 10 mil estudantes da rede municipal de ensino.

A cidade do Rio possui uma discrepância relevante quanto à distribuição de salas de cinema em suas distintas regiões. Embora a Zona Norte concentre cerca de 40% (quarenta por cento) da população do município, apenas 28% (vinte e oito por cento) das salas de cinema da cidade estão localizadas nessa região. A Zona Norte possui, portanto, uma das maiores demandas reprimidas por novas salas de cinema da cidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos