Cinegrafista que filmou tiroteio em Paraisópolis pede rescisão de contrato com Jovem Pan

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 26.10.2022 - Retrato do repórter-cinematográfico Marcos Andrade. (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 26.10.2022 - Retrato do repórter-cinematográfico Marcos Andrade. (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cinegrafista Marcos Andrade, que filmou tiroteio em Paraisópolis (zona oeste de SP), oficializou o pedido de desligamento da Jovem Pan.

Conforme o jornal Folha de S.Paulo revelou, Andrade fez imagens do tiroteio que interrompeu a agenda de Tarcísio de Freitas (Republicanos) no dia 17. Após o episódio, a equipe do candidato mandou que o cinegrafista apagasse as imagens, o que o profissional não fez –o material já havia sido enviado para a emissora.

Após a reportagem revelar o episódio, Andrade disse que a equipe de Tarcísio pediu seu desligamento da empresa. Segundo ele, a emissora não cedeu, mas teria pedido para que ele gravasse um vídeo para Tarcísio.

De acordo com a Jovem Pan, Andrade pediu a rescisão do contrato dele à empresa.