Cinquenta migrantes resgatados na costa da Tunísia

·1 minuto de leitura
Tunísia

A Marinha tunisiana interceptou nesta segunda-feira (11) na costa de Mahdia (leste) um barco com 50 migrantes africanos, incluindo quatro tunisianos, que navegavam para a Itália há quatro dias, informou o Ministério da Defesa.

Os militares "resgataram" 50 migrantes "de diferentes nacionalidades africanas", entre os quais quatro tunisianos, na costa de Mahdia, segundo nota do Ministério. Um bebê morreu a bordo, disse a mesma fonte.

Eles tinham entre 15 e 50 anos e o grupo incluía 11 mulheres. O barco partiu na manhã de 7 de janeiro de Sidi Mansour, perto de Sfax.

Cerca de 12.000 tunisianos chegaram à Itália em 2020, de acordo com o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR), tornando a Tunísia a principal nacionalidade para migrantes que chegam à Itália de forma irregular.

O ano de 2020 foi marcado por um aumento de navios no Mediterrâneo central, uma rota de migração perigosa.

De acordo com a Agência Europeia de Vigilância das Fronteiras (Frontex), o número de travessias do Mediterrâneo Central duplicou nos primeiros dez meses de 2020 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

cnp/hj/jvb/eg/jc/mvv