Circuito Água na Boca oferece delícias a preços promocionais

·14 minuto de leitura

RIO — Novidade lançada ano passado, com os negócios afetados pela pandemia, o Circuito Água na Boca volta a contar com a participação de restaurantes, bares, sorveterias, confeitarias e delicatessens, entre outros empreendimentos ligados à gastronomia de toda a cidade. Até 31 de outubro, eles oferecerão diferentes combos a preços fixos de R$ 29, R$ 49 e R$ 69.

O circuito é um aperitivo para os leitores que todos os anos, em maio, se deliciavam com as edições especiais Água na Boca, dos Jornais de Bairro, que foram iniciadas em 1996. No concurso, que excepcionalmente não foi realizado em 2020 e este ano, devido à pandemia de Covid-19, um time de jurados formado por moradores e fãs de gastronomia escolhiam seus favoritos em categorias como restaurante, bar, chef e café da manhã.

No próximo dia 3, a Churrascaria Majórica, um dos 11 estabelecimentos da região que participam do Circuito Água na Boca 2021, completa 60 anos. Alçado há muito tempo ao posto de uma das instituições gastronômicas do Rio, o estabelecimento fundado na Rua Senador Vergueiro, no Flamengo, em 1961, pelos irmãos espanhóis Francisco e Bartolomeu Bou, tem como carros-chefes o churrasco à la carte e pratos da cozinha mediterrânea. Na casa, que hoje tem o espanhol Ernesto Estevez, de 86 anos, como um dos sócios, a paella de frutos do mar voltou a brilhar no menu, depois de ficar fora do cardápio durante um bom período na pandemia. O prato, cujo preço normal é R$ 96, será oferecido a R$ 69. É individual, mas tão farto que satisfaz bem duas pessoas, dependendo da fome, é claro.

Além da Majórica, participam do circuito Don Camillo, Masserini, Casa da Azeitona, Bergut, Sushi da Viveiros, Dois em Cena, Pissani, Sushi Rio, Sorveteria Cairu e Liga do Açaí, todos com foco na Zona Sul. Os participantes e suas ofertas podem ser conferidos em circuitoaguanaboca.oglobo.com.br.

Picanha e farofa de ovos entre os carros-chefes da Majórica

Ernesto Estevez chegou ao Rio aos 25 anos. Sozinho e sem conhecer ninguém, foi direto para uma pensão na Praça Mauá. Ao andar pela cidade, teve a sorte de não demorar para esbarrar com um conterrâneo que estava para abrir uma churrascaria. Era a Majórica, onde começou como faxineiro até chegar a um dos sócios.

— Também trabalhei na churrasqueira e no salão. Sou eu que escolho as carnes até hoje. A picanha e a farofa de ovos continuam como carros-chefes. Por mês, é consumida uma tonelada de picanha, o que representa 50% dos pedidos — explica Estevez, ao lado do fiel escudeiro, o supervisor administrativo Edvaldo Neves.

Devido à idade, o senhor Ernesto já não recebe mais os fregueses na entrada e nem os leva até a porta na hora da saída, mas está lá diariamente, a partir das 7h.

— Tomo café da manhã e almoço aqui. Passamos uma crise difícil por causa da pandemia, mas me traz felicidade reencontrar os clientes — diz o espanhol, que antes de vir para o Brasil fez ponta no filme “Salomão e a rainha de Sabá”, de 1959, que teve Gina Lollobrigida como estrela.

Sorveteria Cairu valoriza frutas brasileiras

Açaí, tapioca, bacuri, cupuaçu, carimbó (mistura dos sabores castanha-do-pará com doce de cupuaçu) e mestiço (mix entre açaí, coco e tapioca). São esses os sabores campeões de pedidos na Sorveteria Cairu, que dá destaque às frutas brasileiras, principalmente as do Norte do país. Este ano, a Cairu (@sorveteriacairurio no Instagram) participará do Circuito Água na Boca 2021 com um combo promocional que oferece esses seis sabores que se destacam. Até 31 de outubro, o cliente pode levar para casa dois potes de 480ml por R$ 69. Fora da promoção, o valor unitário de cada pote custa R$ 45.

Fundada em 1962 por Armando e Ruth Laiun em Belém do Pará, a Sorveteria Cairu oferece mais de 50 sabores sem gordura hidrogenada, sem corantes, sem glúten, sem adição de avos e à base de leite. A sorveteria fica Rua Xavier da Silveira 45, loja E, Copacabana. Tel.: 2523-0148. Entregas são feitas em até duas horas com frete a R$5.

Liga do Açaí cria combo com queijo de búfala premiado

Uma viagem gastronômica com destino às regiões Norte e Nordeste do Brasil, sem precisar sair do Rio. Esse é o convite feito pela Liga do Açaí. Além do famoso fruto que dá nome à loja de conveniência, a casa oferece uma seleção de produtos e pratos típicos, como o queijo de búfala da Ilha de Marajó, produzido na fazenda São Victor. O item, que tem selo de qualidade e premiação internacional, estará no combo criado para o Circuito Água na Boca. Serão 250 gramas de queijo e um quilo de açaí papa 18% de sólidos plus que poderá ser preparado em casa ao gosto do cliente. O kit, que custa R$ 69, estará disponível até 31 de outubro.

Entre os destaques da loja estão ainda vatapá, pirarucu de casaca, maniçoba, tacacá e caranguejo, além dos sorvetes, vendidos a quilo ou por bola e que podem ser acompanhados de brownie, folhados ou biscoitos. As geleias e bombons também são campeões de venda.

Todos os produtos são elaborados com ingredientes regionais. Eles podem ser adquiridos pelo serviço de take away ou por delivery, pelo telefone 99999-6478. A Liga do Açaí fica na Avenida Henrique Valadares 41, loja A, no Centro

Sushi da Viveiros, Sushi Rio e Dois em Cena

“Vou querer o prato que saiu no jornal”. O pedido é frequente e faz referência a menus criados para o Circuito Água na Boca do ano passado, revela André Nunes, um dos sócios do japonês Sushi Rio, com 30 anos de funcionamento, e do Dois em Cena, de cozinha brasileira, prestes a completar 20, ambos localizados no Shopping Rio Sul, em Botafogo.

Nomes presentes na primeira edição do festival, os dois tradicionais restaurantes confirmam presença mais uma vez, ao lado do novo empreendimento de Nunes, o Sushi da Viveiros, que faz sua estreia no circuito e acaba de abrir as portas na rua que dá nome à casa, a Ministro Viveiros de Castro, em Copacabana. Cada restaurante participa com um combo especial, disponível até o dia 31 de outubro.

— Alguns já agradavam aos clientes antes e os reformulamos de uma maneira mais interessante para o circuito, e outros eram realmente novidades em 2020 e conquistaram o público durante o Água na Boca e no fim eles ficam conhecidos como pratos do circuito, fazem muito sucesso. Este ano mais uma vez decidimos oferecer a nossos clientes fiéis outras opções de combos especiais. E por que não apresentar nossa nova cozinha para o público? Os pratos foram cuidadosamente selecionados para superar as expectativas — afirma Nunes.

O combo do Sushi da Viveiros que faz parte do circuito é o combinado com 20 peças, com dois harumakis de frango e uma cerveja 600ml Stella Artois, por R$ 69. Para degustação, a casa também sugere um aperitivo ou um dos tradicionais pratos da culinária japonesa sempre acompanhada de uma cerveja bem gelada. Para os mais famintos, o local também oferece a opção de rodízio japonês, a R$ 92,50.

Aberto de segunda a domingo das 17h às 22h, o Sushi da Viveiros funciona há cerca de dois meses em um pequeno e aconchegante espaço com a sua totalidade de mesas na calçada ao ar livre, apenas com um ombrelone para proteção da chuva. Reservas e encomendas podem ser feitas pelo telefone 2542-8300.

Outra opção de culinária japonesa, mas tão tradicional que dispensa apresentações, é o Sushi Rio, localizado no Terraço G3 do Shopping Rio Sul e comandado há 30 anos, desde sua inauguração, pelo mesmo chef, Amauri Belivacqua.

A aposta dele para o Água na Boca é um menu completo por R$ 69, com direito a um temaki (atum ou filadelfia) de entrada; como prato principal um combinado com 18 peças — dois sushis (salmão ou atum), quatro sashimis (salmão ou atum), quatro uramakis de atum, dois califórnias, dois joe de salmão, dois joe atum e dois salmão skin; e para sobremesa pudim de leite ou musse de maracujá.

O Sushi Rio oferece um cardápio variado, rodízio e almoço executivo e conta com serviço próprio de delivery pelo site ww.deliverydireto.com.br/sushirio/rj ou pelo telefone 2543-5041.

Também no Rio Sul, no 4º piso, fica o Dois em Cena. Apesar de estar localizado em um shopping, o restaurante fica longe do agito da praça de alimentação e tem o conceito de slow food. Criado em fevereiro de 2002 por André Nunes em sociedade com a atriz Nívea Maria, o Dois em Cena oferece um cardápio diversificado, focado principalmente na culinária brasileira, aquele sabor afetivo que remete à comida da vovó.

O combo criado especialmente para o Circuito Água na Boca 2021 é o frango grelhado com queijo brie e geleia de damasco acompanhado de arroz de ervilhas e batata palha, e para finalizar a sobremesa é crepe de Nutella com banana e sorvete, servido por R$ 69. Mais informações podem ser obtidas no telefone 2244-2912.

Bergut Vinho & Bistrô aposta em menu completo

Um menu completo com receitas tradicionais e uma novidade para arrebatar antigos e novos clientes. Essa foi a ideia do combo criado pela Bergut Vinho & Bistrô, com unidades em Ipanema, Centro e Castelo, para o Circuito Gastronômico Água na Boca, que vai até o dia 31 de outubro.

A nova aposta da casa é a entrada de escondidinho de siri, e as receitas já aprovadas pela clientela são o rondelli de costela como prato principal e a musse de chocolate Bergut. Tudo por R$ 69.

— O rondelli de costela é uma das massas mais pedidas e a musse da casa também é a sobremesa queridinha dos nossos clientes. O intuito foi oferecer a eles um menu completo com receitas já conhecidas e adoradas e uma supernovidade para surpreender — detalha André Grimberg, um dos sócios das lojas Bergut.

A dica de vinho para harmonizar com o prato principal, acrescenta Grimberg, é o Cabernet da Estate, da vinícola Argentina Kaiken. Os quatro rótulos da linha estão na promoção por R$ 69,90 cada.

O cliente também tem à disposição mais de dois mil rótulos de grandes produtores de vinhos, destilados, alimentos gourmet e acessórios para bebidas em geral. A grande oferta de rótulos é o diferencial do bistrô que funciona no mezanino da Bergut Castelo. Nela, o cliente escolhe o vinho a ser degustado e paga o mesmo valor no bistrô, apenas acrescido da taxa de serviço. Com vasto cardápio de peixes, carnes, crustáceos, massas, beliscos e sobremesas, a casa oferece receitas da cozinha clássica e moderna com vinhos de qualidade de vários países do mundo. Mais informações no site www.bergut.com ou pelo telefone 2220-1887.

Casa da Azeitona criou combos com sandubas e frios

Nascida junto com o Mercado Municipal de Curitiba, em 1958, não por acaso a tradicional mercearia Casa da Azeitona foi assim batizada. Hoje, cerca de 20 opções do fruto das oliveiras podem ser encontradas na filial em Botafogo, variando em termos de nacionalidade, tamanho, cor e recheio. Elas são protagonistas no nome, mas dividem espaço com outras delícias como uma diversidade de frios e sanduíches e que estão entre os combos que a delicatessen criou para o Circuito Água na Boca 2021.

Para atender a diferentes gostos e bolsos, a casa criou três deles. O primeiro inclui o sanduíche Bola e Copa na baguete, uma lata de refrigerante e um pastel de nata por R$ 29. O segundo combo é formado por sanduíche de brie, presunto alemão e cebolas braseadas na ciabatta e uma long neck de Heineken ou Stella Artois por R$ 49. Já o Kit Belisco é feito de finas fatias de presunto cru italiano e salame hamburguês, queijos provolone e gouda em cubos, mix italiano e patê. O combo sai com torradas ciabatta e é vendido por R$ 69.

João Soares, um dos sócios da unidade, explica que a seleção surgiu a partir da preferência dos próprios clientes.

— Temos um pequeno espaço em nossa loja onde oferecemos sanduíches e porções montadas na hora de acordo com a escolha de cada, um utilizando frios, pães e geleias da loja. Essa ideia partiu dos clientes que queriam se sentar e degustar os produtos acompanhados de um vinho, uma cerveja ou um refrigerante. Fizemos uma seleção dos produtos mais pedidos e montamos um kit de frios e dois combinados de nossos sanduíches que incluem ainda uma bebida e um doce para finalizar e têm valor promocional no período do circuito. O cliente pode escolher ainda apreciar na loja ou receber em casa em uma embalagem personalizada — ressalta.

O cardápio da Casa da Azeitona também conta com massas artesanais, diferentes tipos de arroz, cortes de carne, peças nobres de bacalhau e molhos diversos para acompanhar. A loja oferece ainda um serviço de montagem de cestas personalizadas. O endereço é Rua Dona Mariana 91, lojas A e B, Botafogo, e as encomendas podem ser feitas pelo telefone 99262-8790.

Masserini Osteria di Mare, de frente para a Praia de Ipanema

Uma vista de tirar o fôlego para a Praia de Ipanema poderia até ser o principal cartão de visitas do italiano Masserini Osteria di Mare, se os pratos não fossem igualmente tão atraentes: o preparo é com ingredientes importados da Itália e frutos do mar sempre fresquinhos. Para o Circuito Água na Boca, a casa escolheu o linguine al salmone (linguine com lascas de salmão e molho cremoso). Para adoçar a pedida e completar o combo, que custa R$ 69, churros com calda de doce de leite.

— O linguine al salmone começou como sugestão do nosso chef, Eduardo Maciel, e fez tanto sucesso que resolvemos incluí-lo no cardápio fixo. E os churros são uma unanimidade, agradam a todos os paladares — destaca Danilo Chami, sócio do restaurante.

No dia 29 de cada mês, entra em cena o menu de gnocci della fortuna, com opções como o funghi filetto, com tiras de filé-mignon ao molho cremoso de cogumelos e salsinha (R$ 82).

Pissani escolhe nhoque com molho pomodoro para projeto

Um nhoque leviiiinho que não precisa ser posto na água. Um molho pomodoro que não é qualquer molho pomodoro, veja bem: é a receita da bisavó italiana de Carlos Pissani, criador da casa de massas gourmet semiprontas Pissani. Foi esta dobradinha, por R$ 69, a escolhida por Carlos Affonso, sócio da filial carioca da marca, em Ipanema, para entrar no Circuito Água na Boca.

— O pomodoro é o nosso molho mais disputado; e o nhoque, superprático, basta esquentar no forno, no micro-ondas ou na frigideira — explica Affonso.

A casa oferece massas diversas. Entre os raviólis há mais de 40 sabores, como os novos ossobuco da nonna (R$ 72,30) e esplêndido mascarpone, com lágrimas de queijo grana padano, clorofila de rúcula e perfume de dill (R$ 69,90). Os pratos servem duas pessoas. Pedidos podem ser feitos pelo WhatsApp 97444-8061 ou pelo iFood, onde agora também é possível pedir pratos prontos, individuais, procurando por Ravioleria Pissani.

— É um cardápio com preços competitivos. Os pratos chegam quentinhos, acompanhados por molho e grana padano — conta Affonso, empolgado com a novidade.

Don Camillo: frescor primaveril e do limão-siciliano

A flor do limão-siciliano chega a ser até mais bonita do que o fruto. E foi a flor — mais precisamente, a chegada da primavera — que inspirou Ingrid Vargas, sócia do italiano Don Camillo, em Copacabana, a escolher o prato que faz parte do Circuito Água na Boca: Fettucine alla Siciliana, com camarões, lula e polvo ao limão-siciliano. O prato, com pizza branca de entrada, sai a R$ 69.

— O limão-siciliano traz o frescor da primavera, e os frutos do mar, ao lado das massas, são a nossa especialidade — destaca Ingrid.

O restaurante lança na próxima semana um menu repaginado: a clássica lasanha à bolonhesa (R$ 56) está de volta, para brilhar ao lado de outros pratos tradicionais, como o linguine alla puttanesca di mare, com camarões e mexilhões (R$ 75).

— As pessoas estão buscando comer coisas mais comfort (que despertam bem-estar), procurando conforto na comida — observa ela.

Outra novidade é a inclusão de pratos que foram testados como sugestões sazonais do chef Alci Rodrigues e fizeram sucesso, como o linguine com polvo refogado e mozarela de búfala derretida (R$ 68). Novos sabores de pizza também foram acrescentados ao cardápio, como queijo de cabra e quatro queijos com mel (R$ 59 cada, a porção individual). Mas a notícia mais palpitante é a possível volta da celebrada ceia de réveillon, suspensa no ano passado devido à pandemia:

— Nosso restaurante é na Praia de Copacabana; os clientes já estão procurando. Mas se fizermos, será com muito cuidado, respeitando os protocolos e para um número limitado de pessoas.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos