Circuito de Arte e Gastronomia das Vargens ganha versão virtual

·2 minuto de leitura

RIO — Já é tradição: uma vez por ano, artesãos de Vargem Grande e Vargem Pequena abrem as portas de seus ateliês cercados de verde a visitantes. Com o tempo, restaurantes da região se juntaram à iniciativa, acrescentando outros sabores ao passeio. Aí veio a pandemia e atrapalhou os planos em 2020. Mas só em 2020. Sem saber quando será possível organizar um novo evento presencial, empreendedores dos dois bairros se uniram na versão virtual do Circuito de Arte e Gastronomia das Vargens, que ficará em cartaz pelo menos até o fim do ano em circuitodasvargens.com.br.

O projeto foi viabilizado pela Lei Aldir Blanc, de incentivo à cultura na pandemia. Num tour com imagens em 360 graus, que começa num mapa interativo, os visitantes percorrem 14 ateliês e oito restaurantes, conhecem suas características e têm acesso a endereços e formas de contato. A partir daí podem conversar com artistas e fazer encomendas de peças ou pedir pratos para entrega.

— O formato virtual permite manter o fomento à cultura local e criar uma atmosfera sensorial que contribua para despertar sentimentos positivos nos amantes da arte e da gastronomia — diz a artesã Rosana Rocha, gestora do projeto, cujo trabalho é marcado por desenhos abstratos e cores vibrantes em peças e instalações.

Participam ainda da iniciativa os ateliês Art da Praia Ateliê Fátima Pepulim, Larosa’s, Gutto Barros, MSC Studio, Liliana Nabarro, Maiello Cerâmica 13, Ela.B, Casa Sete, Marcus Vilella, Baiúca Arte, Helen Raposo, Kerrys Aldabalde e Lili Barros Cerâmica e Arte. Os restaurantes são Skunna, Grillo, La Piedra, Tapinha Bar, Gepeto, SerTão Carioca Café e Tô na Boa. E também o Projeto Germiniscência, cozinha-escola vegana e vegetariana. Todos criaram pratos para a ocasião.

Veja também: Após incêndio em ocupação que registrava, fotógrafa lança livro com renda revertida para ex-moradores

— Há uma frase que diz que cozinhar é fazer poesia para ser degustada. Entendo que seja altamente positiva a divulgação das artes, assim como é necessária a divulgação constante dos restaurantes. Tenho o prazer de participar deste evento que une as artes em geral — diz o chef Aylton Oliveira, proprietário do Skunna, que oferece no circuito o prato cavaquinha grelhada com cenouras carameladas e arroz cremoso.

O mapa do circuito inclui também outros atrativos da região: o Quilombo Cafundá Astrogilda, o Santuário Mariano de Shoenstatt, a Capela de Nossa Senhora de Montserrat, o templo budista KTC e a Feira da Roça.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos