Ciro aposta em TV no YouTube para contornar pouco tempo no horário eleitoral

*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 16.08.2022 - Ciro Gomes inicia campanha presidencial com caminhada e conversa com moradores em Guaianases, na zona leste de São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 16.08.2022 - Ciro Gomes inicia campanha presidencial com caminhada e conversa com moradores em Guaianases, na zona leste de São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

BRASÍLIA, DF, E SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Estacionado em terceiro lugar nas pesquisas de opinião e com menos de 1 minuto de tempo de rádio e TV, o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, lança neste sábado (27) uma programação diária de vídeos online para tentar contornar sua baixa exposição no horário eleitoral.

Batizada de Ciro TV, a grade deve ser disponibilizada num site e no YouTube, intercalando debates, apresentações musicais e atividades de campanha do presidenciável.

A estreia está marcada para as 21h, após o horário eleitoral na TV aberta. Num primeiro momento, a programação será diária. A ideia é que, posteriormente, o canal fique no ar 24 horas, segundo a campanha do pedetista.

A principal aposta é um programa ao vivo comandado pelo presidenciável e por sua mulher, Giselle, e que será transmitido ao fim da propaganda de presidente.

Um dos programas foi nomeado de Drible de Mestre e deve ser transmitido todos os dias de uma cidade diferente, de acordo com a agenda do candidato. Em um dos quadros previstos, a ideia é que Ciro faça comentários das propagandas de adversários que devem ir ao ar momentos antes.

Outro quadro, chamado de Ciro de Verdade, deve ser gravado com propostas e informações da vida do pedetista.

A primeira transmissão do canal deve ocorrer de um centro comunitário da periferia de São Paulo. Inicialmente, 30% dos quadros serão ao vivo, em percentual que deve subir para 50%. A expectativa é que o canal continue após as eleições, "direto do [Palácio] do Alvorada", segundo um integrante da campanha.

Ciro está isolado em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. Na mais recente pesquisa Datafolha, divulgada em 18 de agosto, o pedetista aparecia com 7%, contra 47% de Lula e 32% de Bolsonaro.

A aposta de Ciro na programação online busca reduzir a falta de exposição de seu tempo de propaganda eleitoral, muito inferior aos dos líderes da disputa: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Lula deve ter 3 minutos e 39 segundos em cada bloco, contra 2 minutos e 38 segundos da coligação de Bolsonaro. Ciro, por sua vez, deve ter apenas 52 segundos, um tempo inferior também aos de Simone Tebet (MDB, com 2 minutos e 20 segundos) e Soraya Thronicke (União Brasil, com 2 minutos e 10 segundos).

A orientação na campanha é tornar a comunicação do projeto de governo do presidenciável mais simples para ampliar o alcance popular -o pedetista costuma utilizar termos técnicos para divulgar suas propostas.

A prioridade dada à plataforma digital de vídeos foi uma das primeiras definições do marqueteiro João Santana assim que assumiu a campanha. Foi dessa premissa que surgiram iniciativas como as lives Ciro Games, transmitidas semanalmente.

A avaliação é que o YouTube é a rede social em que há forte engajamento político e também aquela em que Ciro conseguiu ter vídeos compartilhados por seguidores de Bolsonaro e de Lula em diferentes ocasiões.

O canal de Ciro no YouTube acumulou, desde 2018, quando estreou, 78,2 milhões de visualizações, contra 55,3 milhões de Lula, que lançou seu canal no mesmo ano.

O terreno na rede social, no entanto, é dominado por Bolsonaro. O presidente está na plataforma desde 2009 e, atualmente, soma 274,5 milhões de visualizações. Em termos de inscritos, o pedetista tem 493 mil e perde para o canal de Bolsonaro que tem o maior número entre os presidenciáveis, 3,77 milhões. O canal de Lula acumula 536 mil seguidores.