Ciro Gomes diz que pautas identitárias são 'baboseiras' da esquerda

Ciro Gomes (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)
Ciro Gomes (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)

Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência da República, chamou nesta segunda-feira (5) as pautas identitárias de “baboseiras da esquerda”. Ele afirmou que não tem “paciência” para lidar com temas como linguagem neutra, utilizada por pessoas que se identificam como não binárias, porque “divide” a população.

A declaração do presidenciável aconteceu durante entrevista no programa Pânico, da Jovem Pan. Segundo registro feito pelo portal UOL, Ciro comentava o resultado do plebiscito no Chile —mais de 60% da população do país rejeitaram a proposta de substituir a Constituição herdada do ditador Augusto Pinochet.

O pedetista disse acreditar que a maioria dos chilenos rejeitou a nova Constituição porque o presidente do país Gabriel Boric propôs uma nova Constituição “cheia de peculiaridades identitárias” que, na avaliação dele, não resolvem os problemas das desigualdades socioeconômicas.

"Há três anos o povo foi em massa às ruas [do Chile] pedindo uma nova Constituição contra o legado de Pinochet. Aí fizeram a Constituição cheia de peculiaridades identitárias, uma série de baboseiras desse esquerdismo que vem dos Estados Unidos para substituir a falta de compromisso popular verdadeiro das esquerdas, tipo o PT no Brasil, aí o povo não quer essa Constituição em dois terços", falou.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Ele também disse ser solidário aos grupos socialmente minoritários, além de ter "compromisso real em empoderar as mulheres" caso vença as eleições.

No entanto, afirmou que essa luta tem que ser feita de forma ampla para superar as desigualdades, e não por grupos fragmentados.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)