Ciro marca carreata no mesmo horário de seu principal opositor no Ceará

A cidade de Sobral, no Ceará, receberá carreata tanto de Ciro Gomes (PDT) quanto de Capitão Wagner (União Brasil), ocorrendo no mesmo horário. (Foto: ERNESTO BENAVIDES / AFP) (Photo by ERNESTO BENAVIDES/AFP via Getty Images)
A cidade de Sobral, no Ceará, receberá carreata tanto de Ciro Gomes (PDT) quanto de Capitão Wagner (União Brasil), ocorrendo no mesmo horário. (Foto: ERNESTO BENAVIDES / AFP) (Photo by ERNESTO BENAVIDES/AFP via Getty Images)

O município cearense de Sobral é conhecido nacionalmente pelos resultados na educação pública e também por ser constantemente mencionado pelo candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, como modelo do que ele propõe para a educação no País.

Nesta sexta-feira (30), a cidade com pouco mais de 210 mil habitantes vai receber dois grandes eventos de campanha: um do pedetista e aliados; e outro de Capitão Wagner (União Brasil), candidato ao Governo do Ceará e principal opositor do grupo governista no Estado.

Ciro marcou uma carreata pela cidade com concentração marcada para às 17h. Ele seguirá com Roberto Cláudio, candidato do PDT apoiado por ele para a disputa pelo Palácio da Abolição.

Já Wagner marcou outro evento do mesmo tipo para às 16h39. Ele será recebido pelo deputado federal Moses Rodrigues e o pai dele Oscar Rodrigues, candidato a deputado estadual. Todos compõem o União Brasil atualmente e fazem oposição declarada tanto ao PDT quanto ao PT. As duas legendas costumavam ser aliadas e romperem recentemente, antes do início da atual campanha.

Ciro e os irmãos dele, Ivo Gomes, prefeito de Sobral, e Cid Gomes, senador, acusam Wagner de liderar dois motins de agentes de segurança ocorridos no Ceará nos anos de 2012 e 2020.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Nesses eventos, aumentaram as taxas de criminalidade no estado em decorrência da paralisação das forças policiais. Alguns agentes também foram vistos em vídeos mandando comerciantes fecharem as portas em Sobral.

Greves policiais são ilegais no Brasil. Até 2021, mais de 340 policiais já haviam sido indiciado pela participação nos motins do Ceará, 35 deles pelo evento que feriu o congressista.

A situação chegou ao ápice quando Cid Gomes tentou invadir um quartel bloqueados por amotinados em Sobral. Ele chegou ao lugar dirigindo uma retroescavadeira, ameaçando avançar contra os agentes. Em troca, levou dois tiros de arma de fogo.

Na atual campanha, os pedetistas destacam essas acusações contra Wagner nas redes sociais e nos debates. Além disso, Wagner recebeu apoio declarado do presidente Jair Bolsonaro (PL), que fez lives destacando a candidatura dele pelo Ceará.

Com os eventos de fim de campanha, Ciro e Wagner testam forças na cidade, que é berço político do pedetista e onde o candidato do União Brasil tem bases de apoio.