Ciro Nogueira diz que governo deve pagar novos benefícios da PEC Eleitoral em 9 de agosto

O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), afirmou nesta quarta-feira que os novos benefícios sociais, oriundos da PEC Eleitoral, devem ser pagos a partir de 9 de agosto. A declaração foi dada enquanto Nogueira seguia para o plenário da Câmara, onde iria acompanhar junto ao presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição, que institui um estado de emergência no Brasil, para driblar a lei eleitoral e regras fiscais, e ampliar os auxílios sociais.

De acordo com o ministro, o governo tem como meta 9 de agosto para já começar o pagamento do novo Auxílio Brasil, que aumentará de R$ 400 para R$ 600, e do novo valor do vale-gás, que passará a ser de 100% do preço médio do botijão. Além disso, a data também prevê o início do "Pix Caminhoneiro", benefício que será dado no valor de R$ 1 mil.

— A meta é pagar dia 9 — disse Nogueira.

O calendário do Auxílio Brasil, porém, continuará normal, e está previsto que o pagamento do próximo mês será feito no dia 18.

A PEC faz parte dos planos de Jair Bolsonaro para alavancar a campanha eleitoral. Aprovada nesta quarta-feira, ela autoriza o governo a gastar R$ 41,2 bilhões para conceder os benefícios a menos de três meses das eleições. De acordo com o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), a promulgação da proposta acontecerá nesta sexta-feira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos