Ciro Possobom assume comando da Volkswagen do Brasil no lugar de Pablo Di Si

·3 min de leitura
***ARQUIVO*** SAO PAULO/ SP, BRASIL, 17.09.2020 - Fábrica da Volkswagen.  (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO*** SAO PAULO/ SP, BRASIL, 17.09.2020 - Fábrica da Volkswagen. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Volkswagen terá mudanças no comando da companhia no Brasil e na América Latina em 2022. O argentino Pablo Di Si deixa a direção das operações no Brasil para assumir a presidência do conselho da empresa na América Latina. Em seu lugar ficará o brasileiro Ciro Possobom, que será o responsável pela Volkswagen do Brasil.

Em nota, a montadora informa que, com a alteração, Di Si deixa o cargo de presidente e diretor-executivo das operações da Volkswagen na América Latina. No Brasil, Possobom passa a ser diretor de operações, acumulando também a função atual de vice-presidente de finanças e estratégias de TI da Volkswagen região da América do Sul.

Di Si vai assumir o cargo de presidente do conselho de adminstração da empresaem uma região que abrange operações em 29 países das Américas do Sul e Central, incluindo Brasil e Argentina.

A montadora afirma que ele liderou uma transformação nos negócios da empresa na região com o "esperado retorno dos resultados positivos no ano fiscal de 2021". Nos últimos quatro anos, foram lançados Novo Polo, Virtus, T-Cross, Nivus e Taos, entre outros veículos.

"Pablo foi responsável pela reestruturação da organização com foco em uma intensa transformação cultural, criando novos modelos de negócios, acelerando a digitalização e melhorando a satisfação do cliente. Em sua gestão, a Volkswagen tornou-se líder no segmento de utilitários esportivos compactos no Brasil e a marca manteve a posição de maior produtora e exportadora de veículos leves do país", diz a montadora.

Ralf Brandstätter, presidente da Volkswagen, destacou as mudanças e a atuação dos dois profissionais na região. "Pablo Di Si é o arquiteto-chefe de nossa incrível história de retomada na América Latina. Com sua forte perspicácia nos negócios, visão de longo prazo e profundo conhecimento desta região, ele tem sido fundamental para nos preparar para o sucesso", afirmou.

"Com Ciro Possobom assumindo o Brasil, continuaremos a tornar nosso negócio mais resiliente. Com sua sólida experiência em finanças, ele garantirá que nossas conquistas recentes sejam sustentáveis", disse Brandstätte.

Possobom é formado em administração de empresas pela Universidade Federal do Paraná e tem MBA em finanças pelo IBMEC. Em sua trajetória profissional, tem um histórico de trabalho por 21 anos na área financeira da Aliança Renault-Nissan, onde ocupou diversos cargos em países como Japão, França e Brasil.

O argentino Di Si, ex-jogador de futebol, foi o primeiro sulamericano a assumir as operações da Volkswagen como diretor-executivo. Ele iniciou sua carreira no grupo em 2014 e passou a diretor da empresa na América Latina em outubro de 2017.

Graduado pela Harvard Business School (AMP 2011), tem MBA em International Management pela Thunderbird, School of Management (2002). Anteriormente, ocupou posições-chave nas áreas de finanças e desenvolvimento de negócios na FCA (Grupo Fiat Chrysler) nos Estados Unidos e no Brasil, onde viveu por 11 anos nas cidades de São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Belo Horizonte (MG).

Di Si havia anunciado recentemente investimentos de R$ 7 bilhões na região América Latina nos próximos cinco anos para reforçar o posicionamento da montadora em mobilidade sustentável.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos