Citigroup avisa nos EUA: Tome a vacina ou você será demitido

·2 min de leitura
O Citigroup disse aos funcionários na quinta-feira (28) que os funcionários baseados nos Estados Unidos serão obrigados a ser totalmente vacinados se quiserem permanecer empregados. (REUTERS/Robert Galbraith)
  • Citigroup mandou aviso claro para os funcionários, respeitando a ordem de Biden

  • Banco está oferecendo mais de R$ 1100 para funcionários que ainda não se vacinaram

  • Ideia do banco é proteger os funcionários contra a COVID-19

O Citigroup disse aos funcionários na quinta-feira (28) que os funcionários baseados nos Estados Unidos serão obrigados a ser totalmente vacinados se quiserem permanecer empregados. Em uma postagem no LinkedIn, a chefe de recursos humanos do Citi, Sara Wechter, citou parcialmente o pedido de vacina do governo Biden para contratantes federais, observando que o governo dos Estados Unidos é um "grande e importante cliente" do banco.

Leia também

"Temos a obrigação de cumprir a Ordem Executiva emitida pela Casa Branca, determinando que os indivíduos que apoiam contratos governamentais sejam totalmente vacinados - uma ordem que impactaria a grande maioria de nossos colegas americanos", escreveu Wechter.

Em setembro, o presidente Joe Biden assinou uma ordem executiva exigindo que os funcionários de empreiteiros que fazem negócios com o governo federal fossem vacinados contra a Covid-19, sem a opção de serem testados regularmente para recusar. O governo estabeleceu um prazo de 8 de dezembro para que os empreiteiros cumpram.

Citi está oferecendo mais de R$ 1100 para funcionários tomarem a vacina

Um funcionário do Citi disse que o banco está encorajando e incentivando fortemente os funcionários a apresentarem um comprovante de vacinação até 8 de dezembro, inclusive oferecendo um "obrigado" de US$ 200 (R$ 1100, aproximadamente) para aqueles que o fizerem.

Como condição de contratação, os funcionários do Citi deverão apresentar comprovante de vacinação até 14 de janeiro. O banco fará tudo o que estiver ao seu alcance para ajudar os funcionários a serem vacinados e evitar serem dispensados. Outro fator por trás do mandato da vacina no Citi é o desejo de proteger seus funcionários.

O Citi disse que avaliará todos os pedidos de acomodações religiosas, médicas ou outras, caso a caso. “Tomamos a decisão de exigir que os colegas baseados nos Estados Unidos sejam totalmente vacinados como condição de emprego”, escreveu Wechter.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos