Cláudio Castro lamenta assassinato de juíza: 'inadmissível que o feminicídio continue acontecendo'

O Globo

RIO — O governador em exercício, Cládio Castro (PSC), lamentou a morte da juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi, assassinada pelo ex-marido, Paulo José Arronenzi, na véspera de Natal.

No Twitter, Castro escreveu: "Lamento profundamente a morte da juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi, assassinada de forma cruel na véspera de Natal. O ex-marido é acusado do crime bárbaro. É inadmissível que o feminicídio continue acontecendo. Meus sentimentos aos familiares e amigos da vítima".