Cláudio Castro rebate críticas de Doria: 'Que cuide de São Paulo, porque do Rio cuido eu'

O Globo
·2 minuto de leitura

RIO - O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, rebateu críticas feitas, nesta quinta-feira, por João Doria, mandatário de São Paulo. O motivo da divergência é a condução do combate à pandemia da Covid-19 em cada estado. Pelo Twitter, Castro afirmou que Doria está "fora do tom" e acrescentou: "Espero que sua atitude não seja reflexo do novo cenário eleitoral". Na última terça-feira, o STF anulou processos contra Lula e tornou o ex-presidente elegível para a disputa de 2022.

"Recomendo a ele um chá de camomila e que cuide de São Paulo, porque do Rio cuido eu", acrescentou o governador do Rio na postagem.

Essa não é a primeira desavença pública entre os dois políticos. Em entrevista à rádio CBN em dezembro do ano passado, sem citar nominalmente Doria, Castro criticou o governo paulista por tentar articular um calendário próprio de vacinação para o estado. A imunização da população ainda não havia começado no Brasil à época.

— Somos uma nação. Considero erro grave a politização da vacina, quando um estado começa a querer comprar na frente dos outros, quando o órgão nacional federal funcionou a vida inteira. É um desrespeito com as instituições e com o povo — disse Castro na ocasião.

Cláudio Castro posiciona-se no cenário político como aliado do presidente Jair Bolsonaro, desafeto de João Doria, que aspira concorrer ao cargo na próxima disputa. Recentemente, porém, até Castro teceu críticas a Bolsonaro por conta de uma publicação do presidente com informações falsas sobre repasses do governo federal para os estados durante a pandemia.

O governador em exercício do Rio classificou a atitude do presidente como uma "péssima ideia" e chamou o gesto do presidente de "irresponsável". Para o chefe interino do Rio de Janeiro, o post de Bolsonaro “criava confusão” e os números “não traduziam a realidade” de cada unidade da federação.