Rio ganha clínica de nutrição exclusiva para clientes vegetarianos e veganos

Rodrigo Berthone
O nutricionista Fernando Geraldi em seu consultório na Scientia Vega

RIO — A Barra da Tijuca foi o bairro escolhido para receber a primeira unidade de uma clínica especializada em orientação nutricional para clientes vegetarianos e veganos. O objetivo da Scientia Vega é auxiliar também quem deseja reduzir o consumo de alimentos de origem animal, atendendo, assim, a uma demanda crescente de pessoas em fase de transição alimentar.

A equipe da clínica é formada exclusivamente por nutricionistas veganos ou vegetarianos e especializados em nutrição plant-based, que incentiva o consumo de alimentos de origem vegetal na sua forma mais íntegra, isenta de qualquer ingrediente de origem animal, e desencoraja o consumo de produtos refinados e processados.

De acordo com o nutricionista Fernando Geraldi, que está à frente da empreitada, este é o principal o diferencial da Scientia Vega, inaugurada há dois meses no número 255 da Rua Dalcídio Jurandir.

— É importante que, além do estudo, os nutricionistas tenham uma vivência, a mesma experiência de vida dos pacientes. Que saibam quais são os desafios enfrentados por quem não come carne ou está reduzindo o consumo. É muito mais fácil quado você conversa com alguém que passou pela mesma situação — avalia Geraldi, vegetariano há mais de duas décadas e vegano há quatro.

No ano que vem, a clínica deverá incrementar o quadro de profissionais. A ideia é ter especialistas em diferentes etapas da vida, como infância, juventude, fase adulta, terceira idade e gestação.

Geraldi enfatiza que uma dieta nova, independentemente da linha que se está adotando, deve ser sempre acompanhada por um profissional de saúde. No caso de pacientes interessados em reduzir ou eliminar o consumo de carnes, a busca por informações e indicações corretas é comum no consultório.

— Muitos pensam que a melhor substituição do frango ou da carne vermelha é a troca por ovos e queijos. Mas, nestes casos, o melhor é substituí-los por leguminosas, como feijões e lentilha. Nosso objetivo é montar um plano balanceado e efetivo, para que o paciente seja um vegano ou um vegetariano saudável — diz o médico, lembrando que uma boa alimentação traz benefícios à saúde como a prevenção do diabetes e da obesidade, entre outras doenças.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)