Claro processa em R$ 8,8 milhões a TV Mundial, do pastor Valdemiro Santiago

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Claro alega ter tentado resolver a situação de forma amigável, mas sem sucesso. (REUTERS/Luisa Gonzalez)
Claro alega ter tentado resolver a situação de forma amigável, mas sem sucesso. (REUTERS/Luisa Gonzalez)
  • Claro vai à Justiça contra a TV Mundial, do pastor Valdemiro Santiago;

  • Emissora parou de pagar o aluguel do canal de satélite em 2018 e o usou até 2019;

  • Operadora está cobrando R$ 8,8 milhões em dívidas.

A operadora Claro foi à Justiça contra a TV Mundial, do pastor Valdemiro Santiago, para cobrar R$ 8,8 milhões em dívidas referentes ao aluguel de um canal (banda) de seu satélite StarOne C2. Segundo o colunista do UOL, Ricardo Feltrin, é por meio do satélite que a programação chega a todo o Brasil.

O contrato foi assinado em 20 de maio de 2018, com duração de 36 meses (3 anos), e determinava que a emissora pagaria R$ 560 mil mensais pelo aluguel da banda. Entretanto, já em dezembro daquele ano, a TV estava em atraso com as contas.

Segundo a Claro, a igreja deveria ter desligado sua transmissão via satélite naquele momento, ação prevista no contrato em caso de não pagamento ou falência. Porém, o sinal foi usado até junho de 2019.

Como a transmissão é feita do solo para o satélite, que apenas reproduz o sinal enviado, o aparelho em órbita não consegue rejeitar ou interrompê-lo – daí a necessidade de interferência por parte da TV Mundial.

Conciliação

No período, a Claro teria tentado receber os valores de forma amigável, mas sem sucesso. A igreja de Valdemiro fez uma contraproposta de R$ 1,897 milhão dividido em 36 parcelas, mas em novembro de 2019, de acordo com a operadora, o valor atualizado da dívida chegava a R$ 8,8 milhões.

Procurada pela coluna do UOL, a Igreja Mundial disse que ainda não foi notificada a respeito do processo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos