Claudia Ohana se aproxima dos 60 anos sem crise: "Estou na pista"

Atriz integra o elenco de "Vai na Fé", próxima novela das sete da Globo

Resumo da notícia:

  • Claudia Ohana encara a maturidade com leveza e amor próprio

  • Atriz de "Vai na Fé" disse estar "para jogo" na chegada aos 60

  • Ela refletiu sobre a vida nas redes, flertes e sexualidade

Claudia Ohana se prepara para retornar à grade de novelas da Globo quatro anos após estrelar "Verão 90". A atriz integra o elenco de "Vai na Fé", novela das sete que estreia na próxima segunda-feira (16), em fase de muito empoderamento.

Na chegada aos 60 anos, que irá completar no dia 6 de fevereiro, Claudia abriu o jogo sobre o novo momento da vida. Questionada sobre as reações do público quando compartilha cliques de biquíni, a artista garante que não sente incômodo. "É uma coisa que a gente tem na nossa cultura carioca de estar expondo o corpo. Por isso, a gente malha para caramba e tem esse culto ao corpo. O bronze, estar com a marquinha de biquíni desde pequena", disse a atriz ao falar com veículos de imprensa, entre eles o Yahoo, no evento de lançamento da novela.

Elenco e produção se reuniram para celebrar a estreia de "Vai na Fé", na noite desta terça-feira (10), no Teatro Rival, no Rio de Janeiro.

Claudia, que é ativa nas redes sociais e mantém o espírito jovem, destacou sua relação com o corpo no papo. "Tenho orgulho total e tenho orgulho do meu corpo, como ele está hoje. Eu acho que eu me cuido. Não sou uma pessoa extremamente exagerada, que quer um corpo muito sarado. Não é uma coisa que me consome, esses procedimentos estéticos, nunca fiz nenhum. Acho lindo falar a minha idade", completa.

Na sequência, Claudia confessa não ter imaginado sua condição quando chegasse na sexta década de vida. Sua mãe e avó morreram aos 35 anos. "Para mim, eu não tenho muita referência de pessoa mais velha. Tenho orgulho de estar mais velha. Não me imaginava. Simplesmente, estou vivendo e me sinto muito jovem", garante.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Sem medo de ousar

Não há impedimentos para a versão madura de Claudia Ohana. A atriz destaca a escolha do vestido acima do joelho para a noite especial e revela que a confiança foi assumida com o tempo. "Com 20 anos, eu jamais estaria com uma saia curta. Eu usava só saia comprida. Com 60, eu tenho vontade. Você fala assim: 'Eu tô aí para jogo'. Sem compromisso", declara.

O amor muda aos 60?

Para a atriz, amar aos 60 é diferente na dose de interesse. "Eu sou meio adolescente nesse sentido. Gosto do flerte, do olhar, não gosto da coisa formal. Gosto do brincar, de ficar amigo. Mas nem todo mundo é interessante aos 60. Quando eu tinha 20, bastava um chopp para todo mundo ser interessante", reflete. "Você fica mais exigente em tudo, com pessoas, lugares, com a sua cama, não dorme em qualquer travesseiro", acrescenta.

Inclusive, a veterana das telas está aberta para novas relações. "Não estou fechada. Eu estava namorando durante a pandemia, terminei e agora estou na pista. Me sinto muito bem comigo mesma".

Namoro x Solteirice

Claudia pontua que curte viver as duas facetas, tanto estar acompanhada quanto estar sozinha. "Gosto dos dois. De namorar no sentido de ver filmezinho, fazer brigadeiro, sou bem caseira, gosto disso. Mas também sei me namorar", pondera. "Sei brincar comigo mesma. De ter prazer no sentido de tudo. Ver o filme que você gosta, faz aquela comida que você curte".

O que pesou com a idade?

Apesar de encarar a maturidade sem crises, Claudia aponta o que já não faz mais sentido atualmente. "Não saio para qualquer lugar. Eu não tenho essa vontade de ir para barzinho, de qualquer pessoa ser interessante. Não é tudo o que me fascina", pontua, antes de acrescentar que segue buscando o novo "porque é isso que te dá o tesão da vida".