Claudia Rodrigues tem alta e brinca que voltará ao 'treinamento' da esclerose múltipla: 'Das 9h às 20h'

·2 minuto de leitura

A atriz Claudia Rodrigues, que estava internada desde o último dia 9 no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, teve alta nesta terça-feira. Foi ela mesmo quem anunciou a novidade num vídeo postado em seu Instagram. Bem humorada, a artista agradeceu ao apoio durante a hospitalização e brincou que voltará ao "treinamento", em vez de tratamento, contra a esclerose múltipla.

"Vou voltar para a minha casa e para a minha reabilitação, pois estou me esforçando muito para recuperar as sequelas da esclerose múltipla. Sabe gente, agora eu não faço mais tratamento, eu faço treinamento", brincou ela no vídeo, acrescentando: "Virei atleta, sabia? Começo às 9h da manhã e vou até 8h da noite. Só paro por duas horas, para almoçar e descansar".

A artista agradeceu a todos que torceram por ela enquanto estava internada. Ela teve um mal estar, seguido de dormência nos membros do lado direito, dor de cabeça, febre e confusão mental, no dia 9 de julho. Novos exames preocuparam a equipe da atriz, já que ela precisou interromper o uso de medicamentos contra a esclerose múltipla para tomar a vacina contra a Covid-19.

"Amo vocês e agradeço cada oração, mensagem, ligação, cada gesto de carinho. Estou aqui agora graças a Deus e a minha equipe médica e a minha empresária e anjo da guarda, Adriane Bonato, que vem na luta comigo há oito anos. Agora vou voltar para a minha casa, para a minha filha e para a minha reabilitação, pois estou me esforçando muito para recuperar as sequelas da esclerose múltipla", disse ela num trecho do vídeo.

Na segunda-feira, Claudia recebeu a segunda dose da vacina contra o coronavírus no leito do hospital Albert Einstein. A empresária de Claudia gravou um vídeo enquanto ela estava internada para explicar que o uso do medicamento contra a esclerose múltipla foi interrompido justamente porque não se sabe quais os efeitos combinados com a vacina da Covid-19. Além disso, o intervalo de doses entre o imunizante que Claudia tomou é de três meses. A primeira dose foi dada em maio, logo, apenas em agosto viria a segunda aplicação. E seria necessário que a artista esperasse, novamente, mais três meses para retomar os medicamentos.

Claudia Rodrigues foi diagnosticada com esclerose múltipla no ano 2000. É uma doença autoimune que atinge o sistema nervoso central.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos