Cleo defende sobrancelhas grossas: “Me deixa ser bonita”

Cantora, ela lança um álbum mais pop em 2023 e quer viajar o Brasil em turnê

Cleo comentou sobre sua sobrancelha e trabalhos em 2023 (Foto: Daniel Pinheiro/Divulgação)
Cleo comentou sobre sua sobrancelha e trabalhos em 2023 (Foto: Daniel Pinheiro/Divulgação)

Resumo da Notícia:

  • Cleo fala sobre as sobrancelhas laminadas

  • Cantora, ela lança um álbum mais pop em 2023 e quer viajar o Brasil em turnê

Cleo é uma mulher que não para de se renovar e redescobrir novas versões de si mesma, mas o público parece não acompanhar tamanha liberdade. Recentemente suas sobrancelhas foram alvo de críticas nas redes sociais e Yahoo conversou com a atriz e cantora sobre os comentários.

“Acho que é uma grande inveja. Acho que é gente que não aceita a beleza do outro. Estou bonita e as pessoas não querem isso. Mentira, estou brincando (risos)”, afirmou ao Yahoo.

O encontro com a artista aconteceu durante o lançamento da turnê ‘Tardezinha 2023’, no Rio de Janeiro, que é oferecida por Itaipava. Embaixadora da marca cervejeira, Cleo contou que a sobrancelha é uma característica que gosta muito.

“Elas (as pessoas) têm que aceitar, o que posso fazer? Vou me enfear? Não. Todo mundo quer ser bonita e estou adorando ficar bonita. Me deixa ficar bonita (risos)”, reforçou aos risos. Em dezembro de 2022 ela aderiu ao modelo sobrancelha laminada, que é uma tendência que ganhou força nas redes sociais, principalmente no Instagram e no TikTok, e consiste em usar produtos que dão volume e/ou fixação de modo que os fios fiquem bem alinhados e para cima.

Agenda lotada

Cleo está cheia de projetos para 2023 e o comemorando o momento. No papo ela revelou que gravará três filmes, o primeiro no fim de janeiro, e quer sair em turnê com seu novo álbum.

“Tenho um álbum para lançar e quero sair viajando para cantar. Quero percorrer o Brasil fazendo shows e cada vez mais música, que é uma coisa que amo”, revelou ao Yahoo.

Depois de um trabalho mais intimista, Cleo agora está com uma pegada mais pop e algumas músicas terão o apoio de coreografias para engajar as faixas. “No meu último single, ‘Todo Mundo Que Amei Já Me Fez Chorar’, quisemos fazer uma coreografia mais despojada, nada que virasse challenge. Mas terão outras”, adianta.

A cantora ainda comemora o momento que o pop nacional vive com o crescimento de várias artistas e a volta de outras, como Wanessa Camargo. “Karol Conká foi uma grande influenciadora para isso, Anitta foi outra. Luísa Sonza faz um trabalho maravilhoso... O pop está há uns anos bem forte”, conclui.