Cleo Smith: Acusado pelo sequestro é transferido para prisão de segurança máxima na Austrália

·1 min de leitura

Terence Darrell Kelly, de 36 anos, acusado de sequestrar Cleo Smith, de 4 anos, foi levado para uma prisão de segurança máxima em Perth, na Austrália, nesta sexta-feira. Ele permanecerá detido até uma nova audiência sobre o caso, marcada para dezembro. A menina ficou desaparecida por 18 dias após ser levada da tenda onde acampava com a família nos arredores de Carnarvon, no último dia 16 de outubro.

Kelly ainda não fez nenhuma manifestação judicial em sua defesa. Conforme as investigações, o homem, que não tem nenhuma relação com a família da criança, teria agido sozinho. Ele estava com Cleo na casa onde ela foi encontrada, foi conduzido para a delegacia sob custódia, e acusado formalmente nesta quinta-feira.

No aeroporto, o homem foi flagrado usando algemas nas mãos e nos pés enquanto era conduzido para um avião escoltado por membros do Grupo de Operações Especiais. O chefe da polícia na Austrália Ocidental, Chris Dawson, disse que o criminoso estaria sujeito a medidas extras de segurança "por razões óbvias", destacando que ele precisou ser hospitalizado após se ferir enquanto ainda estava sob custódia.

As investigações apontaram que Kelly procurou por bonecas das princesas da Disney e outros brinquedos em uma loja de Carnarvon durante o período em que manteve a vítima longe da família. Segundo a polícia, a situação não levantou suspeita dos moradores da região já que, apesar de não ter filhos, o homem era conhecido por fazer parte de uma família grande com crianças pequenas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos