Cliente relata erro em pedido e funcionários vão até sua casa intimidá-la

Cliente notificou erro por plataforma de delivery. (Foto: GettyImages)
Cliente notificou erro por plataforma de delivery. (Foto: GettyImages)
  • Mulher havia pedido combo, mas refrigerante veio menor que da imagem

  • Plataforma fez estorno do pedido após notificação de erro

  • Funcionários foram à casa da cliente para ameaçá-la: 'morta de fome'

Uma mulher, de 35 anos, afirma que foi ameaçada por funcionários de uma lanchonete, em São Vicente, litoral de São Paulo, após reclamar de um suposto erro em seu pedido. Duas pessoas foram até sua casa para intimidá-la.

A confusão começou depois que ela recebeu uma garrafinha de refrigerante de 200 ml, e não uma lata de 350 ml, como esperava. A cliente, que preferiu não se identificar, disse ao portal G1 que pediu um combo de lanche com bebida, que não especificava o tamanho do refrigerante, mas que na imagem aparecia uma lata.

Ela então notificou via aplicativo de delivery o erro. A plataforma então fez o estorno do valor. "Quando você recebe o pedido tem a opção de dizer se veio algo errado ou faltando, e eu reportei que o refrigerante veio errado”, contou.

Pouco depois, os funcionários tocaram a campainha de sua casa.

"Nem tinha visto o cancelamento até tocarem a minha campainha. Vieram até a minha porta, pedi para o meu marido descer, pois achei que tinham vindo trazer o refrigerante certo, [mas] ele foi surpreendido com uma abordagem de intimidação, chegaram falando que cancelamos na maldade", relatou.

Um dos homens perguntou à cliente se ela sabia ler, pois estaria escrito na plataforma que as imagens são apenas ilustrativas. "Aí surgiu outro homem por trás do muro. Foi quando eu fiquei assustada e pedi para meu marido encerrar a conversa e subir".

Em seguida, eles a chamaram de “golpista” e “morta de fome”.

Dona do estabelecimento apoiou conduta

Mais tarde, a mulher abriu seu instagram e viu que a lanchonete havia mandado mensagens ameaçadoras por lá também. A cliente então buscou o perfil da dona do local.

"Mandei mensagem [para a dona], pois achei que eram os funcionários agindo dessa maneira, não me pareceu coisa que um proprietário sério faria. Relatei a conduta errada e me ofereci a reembolsá-la por PIX, mas ela me surpreendeu. Disse estar ciente e de acordo com a postura deles".

"Sim, são meus sócios e foram com razão. Estou sabendo de cada detalhe. Foi gravado", escreveu a proprietária.

Em outra mensagem, a dona disse que iria até a casa da cliente acompanhada da polícia. "Eu não preciso te ameaçar com nada. Quem deve não sou eu".

A mulher então reportou o ocorrido à plataforma de delivery. "Nas redes sociais, primeiro mudaram o nome do estabelecimento, agora excluíram a página. Porém, em todos os comentários onde repercutiu [a história], eles mostram essa mesma atitude grosseira, e pior, continuam dizendo que dei um golpe neles".

Ela registrou o caso como injúria na Delegacia Eletrônica. A denúncia foi encaminhada ao 2º DP de São Vicente.

O The Lounge Burguer disse, em nota, que houve um mal-entendido. "Como o pedido dela foi cancelado dizendo que foi incompleto/errado, e a plataforma não nos dá suporte para entrar em contato com o cliente depois do pedido ser finalizado, meus sócios foram pessoalmente saber o que houve com o pedido para saber se faltou algo e resolver, pois deu [apareceu] para a gente como 'incompleto' [o motivo do cancelamento].”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos