Clientes do bar que originou a Jovem Dionísio "pagam conta" depois de morrer; entenda

Banda Jovem Dionísio com Dionísio e Pedrinho no bar. Foto: Arquivo Pessoal/Camila (Filha de Dionísio)
Banda Jovem Dionísio com Dionísio e Pedrinho no bar. Foto: Arquivo Pessoal/Camila (Filha de Dionísio)

Resumo da notícia:

  • Bar que originou a Jovem Dionísio reserva história inusitada sobre clientes mortos

  • Em conversa com o Yahoo, músicos dividiram "lenda" contada pelo dono do local

  • De acordo com ele, clientes deixam dívida e arrumam jeito de "pagar" após a morte

Além de originar o nome da banda e o personagem da música que dominou a internet, o bar que é berço da Jovem Dionísio reserva uma história inusitada sobre clientes que "pagam as dívidas" após a morte. Em conversa com o Yahoo, os donos de "Acorda, Pedrinho" dividiram essa lenda urbana contada por Beth, a esposa do famoso Dionísio, dono do estabelecimento.

De acordo com o baixista Gustavo Karam, o público do bar costuma ser mais velho e o local até conta com plaquinhas na parede com os dizeres "Ao futuro falecido" para ironizar a idade da freguesia. No entanto, restam contas em aberto depois que alguns deles passam dessa para melhor.

"Beth, mulher do Dionísio, contou que, quando essa galera velha morre, costuma ficar devendo uns R$ 300, R$ 400 para o bar e que eles jamais cobram a família do morto", explicou o músico antes de dar um exemplo concreto da suposição dos comerciantes.

Eles [Dionísio e a esposa] dizem que os mortos sempre dão um jeito de pagar as contas"Gustavo Karam (baixista)

"Esses tempos, morreu um desses caras e o Dionísio falou que sonhou com uma aposta do jogo do bicho. O cara devia uns 300 reais. O Dionísio foi lá [no jogo do bicho] no dia seguinte e ganhou uns dois mil reais", concluiu Karam ao brincar que o cliente morto deve ter enviado o número da sorte para o sonho de Dionísio.

Na sequência, o baterista Gabriel Mendes ainda disse que, quando o falecido tem um último agrado na Terra, o pedido é conseguir pagar a conta pendurada no bar do Dionísio.

Nome da banda

O pedido a Dionísio para homenageá-lo com o nome da banda foi marcado pela insegurança dos músicos. "A gente estava mais receoso e não queria deixar o Dio triste", confessou o baterista Gabriel.

A gente estava com medo [de falar sobre o nome da banda] porque o Dio é meio que uma entidade e não queríamos incomodar"Ber Hey (tecladista)

Gustavo ainda confessou que o grupo teve um árduo trabalho para escolher o próprio nome. "A gente estava apreensivo, porque já fazia pelo menos um mês que tínhamos decidido colocar um nome para começar o trabalho autoral depois de fazer covers. Imagina chegar e ele negar. Mas deu tudo certo no final", relembrou o baixista.

Lojinha no bar

Questionados sobre a intenção de realizar algum evento no Bar do Dionísio após o sucesso de "Acorda, Pedrinho", os artistas revelaram que prendem vender souvenirs da banda no local. "A gente está pensando em instalar uma lojinha física lá. Camiseta, boné, colocar algumas coisas", contou o baixista. "A própria Beth, que é a mulher do Dionisio, enche a gente para saber quando vamos levar camisetas e tudo mais. Porque o pessoal vai lá e pede, porque eles usam lá”, completou.

Rafael Mendes, guitarrista, ainda relembrou do dia em que gravaram o clipe do hit do momento no estabelecimento. "O clipe tinha umas 50 pessoas. A gente teve que conter para não ir tanta gente. Chamamos de última hora, avisando os fãs que íamos fazer lá", afirmou ele.

"A gente divulgou no nosso Instagram e botou o endereço do Dionísio. Estava chovendo muito e achamos que não ia ninguém e colou uma ‘galera’. Ainda bem que estava chovendo”, concluiu o baixista Gustavo ao confessar que ficou até com medo da repercussão do anúncio.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos