Clijsters não desiste de voltar a jogar apesar da idade e do coronavírus

A belga Kim Clijsters está determinada a continuar sua carreira

A belga Kim Clijsters, que completará 37 anos em junho, não planeja pôr fim a suas ambições de voltar ao mais alto nível, apesar da crise da COVID-19, garantiu ela em entrevista ao Tennis Hall of Fame neste domingo.

"Espero continuar jogando nesta temporada. Mas mesmo que isso não aconteça, quero continuar", disse a ex-número 1 do mundo.

"Ainda estou motivada. Se o US Open for realizado, quero estar preparada. Seria ótimo voltar à quadra Arthur Ashe, mas também ficaria feliz se tivesse que jogar na quadra 18", acrescentou a belga, que venceu o US Open em 2005, 2009 e 2010.

Clisters, que interrompeu sua carreira duas vezes após duas gestações, garante que sua ambição "não é voltar para jogar por apenas um ano. O plano vai além".

"Depois que tive nosso terceiro bebê, Blake, comecei a viajar para torneios. Trabalhei como comentarista. "Mas ainda me sentia mais como uma jogadora. Comecei a sentir um pouco da coceira", lembrou a tenista

Clijsters disse ao Het Laatse Nieuws (HLN) que a paralisação lhe permitiu descansar o corpo e se recuperar de suas lesões nos joelhos.