Cloroquina aparece no Diário Oficial até 500% mais durante pandemia

·1 minuto de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro speaks holding a hydroxychloroquine box during the inauguration ceremony of Army General Eduardo Pazuello as Minister of Health at the Planalto Palace, in Brasilia, on September 16, 2020. - Pazuello was acting minister for the past 3 months. (Photo by Sergio Lima / AFP) (Photo by SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Brazilian President Jair Bolsonaro speaks holding a hydroxychloroquine box during the inauguration ceremony of Army General Eduardo Pazuello as Minister of Health at the Planalto Palace, in Brasilia, on September 16, 2020. - Pazuello was acting minister for the past 3 months. (Photo by Sergio Lima / AFP) (Photo by SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
  • A cloroquina apareceu até 500% mais vezes no Diário Oficial da União durante a pandemia

  • O medicamento, divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro, é ineficaz contra o coronavírus

  • O levantamento será enviado para a CPI da Covid

A cloroquina, medicamento comprovadamente ineficaz contra o coronavírus, apareceu com destaque em edições do Diário Oficial da União na primeira onda da pandemia no Brasil, entre abril e outubro de 2020.

Segundo reportagem do jornal O Globo, o documento registrou um "boom" da palavra "cloroquina" na seção de contratos e editais.

Leia também

No período analisado, houve dois picos em que o remédio aparece 500% mais vezes no veículo oficial do que a média entre abril de 2019 e março de 2021.

A pesquisa mostra que não foi só o governo federal que investiu na substância inútil no tratamento da Covid, porém divulgada à exaustão pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A maioria das compras partiu das prefeituras. Os gastos são de R$ 2,6 milhões.

O levantamento divulgado pelo jornal O Globo é do gabinete compartilhado formado pelos deputados federais Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tabata Amaral (sem partido desde a desfiliação do PDT)-SP, além do Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que vai enviá-lo à CPI da Covid.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos