Clube demite jogador que fez gol contra proposital e aciona MP

Atlético Amazonense classifica ato como sabotagem de jogador do próprio clube. Foto: (Divulgação/Atlético-AM)
Atlético Amazonense classifica ato como sabotagem de jogador do próprio clube. Foto: (Divulgação/Atlético-AM)

Envolvido em uma polêmica desde a tarde da última segunda-feira, o Atlético Amazonense pediu a impugnação da partida contra o Sul América, no último domingo, por conta de uma situação inusitada envolvendo o zagueiro Julio Campos, que marcou um gol contra proposital. Já aos 44 minutos do segundo tempo, o jogador recebe um passe e chuta a bola contra o próprio gol, algo que estranha por não causar a revolta de seus companheiros.

Em publicação no perfil oficial do clube no Instagram, o Atlético considerou o gol uma sabotagem e buscou mmedidas judiciais para reverter o que aconteceu dentro de campo: "O Sport Club Atlético Amazonense, em vista da grave sabotagem que sofreu na partida contra o Sul América Esporte Clube quando ainda lutava pelo acesso à série A estadual, vem tornar público o que segue. Antes de qualquer coisa é fundamental deixar claro que a maior vítima desse acontecimento é o Atlético Amazonense. No início da 8ª rodada tínhamos sete pontos, e se vencêssemos chegaríamos a dez. Isso nos levaria à última rodada com possibilidades reais de ultrapassar o RB do norte na luta pela 4ª vaga. Na última rodada nós enfrentaríamos o lanterna que não venceu nenhum jogo, e o RB enfrentaria o líder, que venceu todos os jogos. Nós vencendo o lanterna e o RB perdendo pro líder invicto finalizaria a tabela com 13 pontos nossos, contra 12 do RB, e consequentemente estaríamos na semifinal. É óbvio que tínhamos chances altamente reais de conquistar a vaga e nosso desejo era lutar por ela até o último minuto. A atitude anti-ética do atleta sepultou qualquer anseio de nossa equipe e deixou claro que o atleta desde o início da partida estava decidido a sabotar sua própria equipe. A nós soa claro que há forte indício de atuação para manipulação de resultado. Não permitiremos que essa injustiça passe impune. No mesmo dia do jogo o atleta foi sumariamente desligado do elenco. Já acionamos o Ministério Público estadual para que investigue o fato. Apresentamos ao TJD/AM pedido de impugnação da partida, pois não há dúvida de que houve acontecimento particular com influência no resultado da partida, nos subtraindo a possibilidade de luta pelo acesso. Nas próximas horas apresentaremos também notícia de infração ao TJD/AM para que responsabilize o atleta na forma dos arts. 243 e 243-A, do CBJD."

Leia também:

Ainda na última segunda-feira, o clube amazonense publicou uma nota oficial onde afirma que repudia as atitudes, não admite nada contrário ao jogo responsável e que os envolvidos foram desligados do clube: "O Atlético Amazonense vem a público informar que não compactua com atitudes anti-desportiva, abriremos procedimento interno para averiguar os fatos no jogo diante do Sul América, os envolvidos já foram desligados do clube. Somos a favor do jogo limpo e responsável, não admitiremos nada que seja contrário a isso".