Clubes formadores alertam para demissões em massa na base caso torneios não sejam mantidos

Diogo Dantas
Maracanã é gerido atualmente por Flamengo e Fluminense

O Movimento dos Clubes Formadores do Futebol Brasileiro (MCFFB) emitiu comunicado, obtido pelo EXTRA, em que faz um alerta para demissões em massa nas categorias de base caso as competições de 2020 não sejam mantidas pelas federações e pela CBF.

Diante da pandemia do novo coronavírus, o MCFFB informa que só defenderá a volta dos treinamentos e das competições oficiais “quando protocolos de medidas preventivas puderem garantir a saúde e segurança às crianças, aos jovens e aos demais profissionais vinculados aos clubes e ao futebol de base”.

“Todos os mais de 50 Clubes que formam hoje o MCFFB vêm, à unanimidade, manifestar a sua enorme preocupação em relação ao prejuízo irreparável que pode ser suportado por todos esses atletas e pelos profissionais envolvidos na sua formação caso sejam adotadas medidas precipitadas que resultem no cancelamento sumário das competições estaduais e nacionais nesse momento.

Para além dos danos competitivos, menos importante, tais medidas, adotadas sem uma diretriz consensual fruto de um esforço coletivo, poderão gerar uma desmobilização em clubes e atletas, culminando em demissões em massa e na perda de espaços seguros para a formação de jovens para e através do futebol - o que seria um prejuízo sem tamanho à prosperidade de curto, médio e longo prazo do nosso maior ativo cultural, o futebol brasileiro, diz o Movimento.