Clubes do Rio se unem em leilão em prol do maqueiro do Maracanã 'Mike Tyson'

·1 minuto de leitura

Um dos personagens mais simbólicos do Maracanã passa por um momento de dificuldade financeiras e de saúde. Maqueiro do estádio por 30 anos, Enéas de Andrade, o Mike Tyson, viu sua situação se agravar durante a pandemia, e despertou a solidariedade de clubes e ex-jogadores. Doze times do Rio se uniram ao Museu da Pelada em um leilão beneficente para arrecadar fundos para o ex-maqueiro.

Os clubes doaram camisas autografadas por alguns de seus principais ex-jogadores. O Maracanã promoveu o encontro entre Eneas e os atletas que já foram carregados por ele durante suas carreiras nos gramados do estádio.

Participam da ação o América, Bangu, Portuguesa, Bonsucesso, Campo Grande, Madureira, Olaria e São Cristóvão, além dos quatro grandes da capital. O leilão de camisas acontece neste link, e será encerrado na próxima sexta-feira, às 19h. O valor de venda dos materiais será doado a Eneas.

Aos 80 anos, Mike Tyson (apelido dado pelo locutor Januário de Oliveira) vive com a mulher e o filho no bairro de Braz de Pina, Zona Norte do Rio.