CME e Royal Mint testam plataforma blockchain para negociação de ouro

Por Anna Irrera

Por Anna Irrera

NOVA YORK (Reuters) - O CME Group e a britânica Royal Mail Mint começaram a testar uma plataforma baseada em blockchain para negociar ouro, à medida que mais projetos usando a tecnologia emergente se aproximam da implantação.

O CME Group, dono das bolsas Nymex, CBOT e CME, anunciou nesta terça-feira que a nova plataforma, construída com as empresas de tecnologia AlphaPoint e BitGo, está sendo testada por um seleto grupo de "grandes instituições financeiras", e deve ser lançada neste ano.

A nova plataforma permitirá que as instituições comercializem "Royal Mint Gold", ou RMG, um novo token digital emitido pela Royal Mint, que faz as moedas britânicas.

Cada RMG representará a versão digitalizada de 1 grama de ouro armazenado no cofre da Royal Mint.

As transações serão registradas num blockchain, tecnologia que permite que uma rede de computadores acompanhe e verifique a propriedade de ativos.

O blockchain, que surgiu pela primeira vez como a tecnologia de suporte à moeda digital bitcoin, é visto pela instituição financeira como uma nova ferramenta poderosa para aumentar a transparência e reduzir os custos e a complexidade de uma ampla gama de transações financeiras.

(Reportagem de Anna Irrera)