CNJ vai comprar alimentos para viagens de Toffoli e comitivas em aviões da FAB

FREDERICO VASCONCELOS
**ARQUIVO** BRASÍLIA, DF, 16.03.2020: O presidente do STF Ministro Dias Toffoli. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) vai contratar o fornecimento de alimentos para as viagens nacionais e internacionais do ministro Dias Toffoli, presidente do conselho e do STF (Supremo Tribunal Federal), e comitivas em aviões da FAB (Força Aérea Brasileira).

O valor global máximo foi estimado em R$ 217,8 mil para o serviço de comissária –fornecimento de produtos para almoço, jantar, café da manhã e bandeja de frios, incluindo o serviço de entrega.

A contratação deverá ser realizada em licitação por pregão eletrônico, do tipo “menor preço”, no próximo dia 27.

Foi estimada a quantidade de lanches a partir do histórico de viagens do CNJ, prevendo acréscimo de 1,5% considerando viagens com comitiva de 11 pessoas, computada a tripulação.

São descritos os itens para almoço/jantar (valor global máximo R$ 112.703,00), breakfast (R$ 44.686,10), bandeja de frios (R$ 47.036,00) e serviço completo de entrega de mercadoria às aeronaves (R$ 13.388,00).

Nas justificativas, o edital cita que, no cumprimento de sua missão institucional, Toffoli participa de uma série de eventos no Brasil e no exterior, e que essa contratação é necessária uma vez que nos voos da FAB “não são fornecidos alimentos, bebidas e insumos aos usuários”.

A contratação de empresa especializada “traz benefícios como manutenção da segurança, conforto e alimentação adequada nos deslocamentos do presidente e autoridades deste Conselho”, cuja missão é “desenvolver políticas judiciárias que promovam a efetividade e a unidade do Poder Judiciário, orientadas para os valores de justiça e paz social”.