CNN desmente ao vivo fake news de Alexandre Garcia

·2 minuto de leitura
Alexandre Garcia desmentido ao vivo (Foto: Reprodução/Twitter)
Alexandre Garcia desmentido ao vivo (Foto: Reprodução/Twitter)

O canal de notícias CNN Brasil desmentiu uma desinformação que Alexandre Garcia disse durante o telejornal da emissora. Nesta quinta-feira (19), o comentarista alegou que jovens não precisavam de vacina contra a Covid-19.

"Jovens que não precisariam tomar vacina segundo as estatísticas, segundo mostra a própria OMS, porque a estatística mostra que o vírus parece que não se dá bem com jovem, com criança principalmente", disse o jornalista sem embasamento científico e propagando uma notícia falsa.

Leia também:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Logo após a participação de Alexandre, a apresentadora do jornal “Novo Dia”, Elisa Veeck desmentiu a informação tida como 'fake news' - notícia falsa em tradução livre do inglês. Ao vivo, a jornalista fez questão de mostrar dados de como a doença é letal para crianças e adolescentes e também emitiu a opinião de um imunologista explicar mais sobre o assunto.

“Agora há pouco no quadro "Liberdade de Opinião", o jornalista Alexandre Garcia disse que jovens não precisariam tomar a vacina segundo as estatísticas. Para esclarecer esse tema, nós da CNN Brasil procuramos o infectologista e também diretor da associação brasileira de imunizações Renato Kfouri. Segundo o médico, a medida (vacinação) previne mortes em adultos e idosos, ou seja, os casos de hospitalização em formas graves serão entre os nãos vacinados", começou dizendo.

“Ou seja, a proporção maior de casos graves irá acometer as pessoas que não tomaram as vacinas. No caso as crianças, que eram de 0,35%, poderão sem vacina chegar a 15%. Além desta informação, acrescentamos que o registro para este ano de mortes por Covid-19 entre crianças e jovens é de 1581. Isso mesmo, 1581 pessoas entre 10 e 19 anos morreram por Covid-19 somente em 2021", finalizou a âncora.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos