CNN não noticiou que Lula prometeu tomar o dinheiro das pessoas se eleito

Um manifestante segura uma nota de real falsa estampando o rosto do ex-presidente Lula durante protesto em favor do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, em Brasília, em 13 de março de 2016 (Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
Um manifestante segura uma nota falsa de Real estampando o rosto do ex-presidente Lula durante protesto em favor do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, em Brasília, em 13 de março de 2016 (Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
  • Uma notícia da CNN circula nas redes sociais

  • Usuários afirmam, com base na notícia, que Lula prometeu confiscar o dinheiro de poupanças e aplicações em geral

  • A reportagem, no entanto, fala sobre a suspensão temporária de regras fiscais e não confisco de poupanças

Um vídeo de uma notícia da CNN circula nas redes sociais, com dezenas de interações, associado à informação de que, se eleito, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confiscará a poupança e demais aplicações da população. No entanto, é falso que a notícia da CNN tenha qualquer relação com o confisco de dinheiro das contas de cidadãos.

Captura de tela de publicação associando notícia da CNN com o confisco do dinheiro da conta da população por parte de Lula e do PT (Foto: Twitter / Reprodução)
Captura de tela de publicação associando notícia da CNN com o confisco do dinheiro da conta da população por parte de Lula e do PT (Foto: Twitter / Reprodução)

Uma busca avançada no Google pela publicação no site da CNN não retornou resultados sobre o confisco de dinheiro de aplicações da população. Uma nova pesquisa por notícias semelhantes em outros veículos de imprensa também não encontrou resultados.

A notícia da CNN, utilizada pelos usuários nas redes sociais, veicula um vídeo da emissora. A informação também foi publicada em seu portal, no entanto ela não trata sobre o confisco de poupanças e aplicações nem sobre a tomada de dinheiro da população.

A matéria trata, na verdade, sobre a suspensão temporária de regras fiscais, defendida por um grupo do Partido dos Trabalhadores. Isso quer dizer que, se adotada a medida, o governo poderia suspender as normas que impõem limites ao orçamento, dispondo dele sem maiores restrições.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

Conteúdo semelhante foi verificado pelo Boatos.org.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos