CNT/MDA mostra disputa estável; Lula tem 43,4% e Bolsonaro soma 34,8%

Lula faz comício em Taboão da Serra, na Grande São Paulo

(Reuters) - Pesquisa CNT/MDA divulgada nesta sexta-feira mostrou estabilidade na disputa entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL), com a vantagem do petista passando a 8,6 pontos percentuais, em comparação aos 8,2 pontos do levantamento anterior.

Segundo a sondagem do instituto MDA, encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), Lula aparece com 43,4% da preferência do eleitorado, ante 42,3% no levantamento realizado no final de agosto, enquanto Bolsonaro soma 34,8%, contra 34,1% na pesquisa anterior.

Ciro Gomes (PDT) vem na sequência com 5,6%, ante 7,3%, e Simone Tebet soma 4,7%, contra 2,1%. Os demais candidatos somados têm 1,4%. Brancos e nulos são 4,1% (ante 5%) e indecisos representam 6,0% (ante 7,8%).

No cenário de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista venceria por 49,4% a 39,3%. Na pesquisa anterior, Lula tinha vantagem de 50,1% a 38,8%.

A pesquisa também indagou sobre a avaliação do governo Bolsonaro. De acordo com o levantamento, a avaliação positiva da gestão soma 31,2% (ante 32,8%), ao passo que a negativa é de 42,8% (ante 42,1%), enquanto 24,7% avaliam o governo como regular --eram 24,2% em agosto.

O MDA entrevistou 2.002 pessoas presencialmente entre os dias 12 e 14 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

(Por Alexandre Caverni)