CNT orienta empresas de ônibus a reduzir consumo de água nas garagens

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou hoje (2) três trabalhos de orientação às empresas de transportes urbanos e rodoviários para economizarem a água da lavagem dos veículos. Segundo a entidade, a frota brasileira é composta de mais de 180 mil ônibus, e a cada lavagem de toda a frota são usados aproximadamente 63 milhões de litros de água.

“Os sistemas de reúso já implantados nas empresas geram uma economia de 32 milhões de litros de água (50,6% do total gasto) a cada ciclo de lavagem de todos os ônibus. Essa economia corresponde ao consumo diário de uma cidade de aproximadamente 200 mil habitantes, considerando o gasto médio de 154 litros por habitante por dia”, informou a CNT, em nota.

De acordo com a confederação, a tecnologia atual de reúso permite o reaproveitamento de aproximadamente 80% da água utilizada na lavagem de ônibus urbanos e rodoviários. Pelos cálculos da CNT, se todas as empresas de transporte de passageiros adotarem o reúso, a economia de água poderá chegar a 51 milhões de litros a cada ciclo de lavagem de toda a frota.

A CNT destacou ainda que a economia atual (32 milhões de litros por ciclo de lavagem) já corresponde a 63,3% do total de economia que seria possível (51 milhões de litros) na lavagem de ônibus, se todas as empresas brasileiras implementassem sistemas de reúso.

A Sondagem CNT de Gestão Hídrica foi realizada entre 6 de dezembro de 2016 e 19 de janeiro de 2017 e mostrou que investir em reaproveitamento de água gera ganhos econômicos e ambientais. Então, a partir dos resultados obtidos, a confederação criou um manual técnico e um simulador para orientar as empresas a reduzir ainda mais o consumo de água nas garagens.

Para a CNT, a adoção de práticas de gestão dos recursos hídricos nas empresas de transporte reforça as ações do setor pela sustentabilidade. “O tema tem grande importância, especialmente neste momento, em que a escassez de água é um problema mundial e algumas cidades brasileiras já enfrentam o racionamento”, informou a entidade.

Os dados da sondagem, o simulador de reúso e o manual de gestão hídrica para as empresas estão disponíveis no site da CNT. Eles compõem as ações do Despoluir – Programa Ambiental do Transporte, desenvolvido pela CNT e pelos Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte há dez anos, e fazem parte do projeto Aprimoramento da Gestão Ambiental nas Empresas, Garagens e Terminais de Transporte.