Cobrador de ônibus é flagrado mostrando pênis para criança de cinco anos em São Paulo

Extra
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Um cobrador de ônibus foi flagrado mostrando o pênis para uma criança de apenas cinco anos. O caso ocorreu na tarde de sábado em São Paulo. Foi a mãe da criança, Elisângela Marques, quem percebeu e filmou o ato obsceno que ocorreu no veículo da linha 1758/10, que faz o trajeto do bairro Jardim Antártica até a estção de Metrô do bairro de Santana.

O EXTRA teve acesso ao vídeo. As imagens mostram o cobrador sentado próximo da catraca, mexendo diversas vezes na própria calça. Ele tenta esconder o órgão genital com uma bolsa, mas é possível ver o pênis fora da calça em diversos momentos.

O caso foi registrado na polícia no mesmo dia. O cobrador, porém, não foi preso em flagrante. Elisângela solicitou que o motorista parasse o veículo, mas não foi atendida. Ela apenas conseguiu ir para uma delegacia após chegar no ponto final da linha.

Em nota, a empresa municipal SPTrans disse que acionou a empresa de ônibus assim que tomou conhecimento da ocorrência para solicitar a demissão do cobrador e do motorista. A SPTrans ressaltou ainda que "repudia qualquer tipo de abuso no transporte público e realiza campanhas preventivas sobre esse tema em materiais afixados nos ônibus e terminais". Além disso, destacou que, nesses casos, "o motorista deveria ter parado o ônibus e aguardado a chegada da polícia ou conduzido até a delegacia mais próxima, onde a vítima poderia registrar o boletim de ocorrência e receber amparo das autoridades policiais".

Numa rede social, a esposa de Elisângela, Kleo Pereira, agradeceu o apoio que a família está recebendo após a divulgação do abuso que sofreram. Ela caracterizou a situação como "inadmissível e inacreditável" e ressaltou que está lutando para que o funcionário da linha de ônibus seja preso.

"Estamos até agora estupefatas...já abrimos o boletim de ocorrência, mas não vamos sossegar enquanto não vermos esse infeliz na cadeia. Fiquem de olho nas suas crianças. Caso aconteça com vocês esse episódio, denunciem. Não se calem. As redes sociais hoje nos fortalecem. Aos cobradores de ônibus: infelizmente isso foi uma eventualidade, isso é questão de caráter. Não se sintam ofendidos. Fica aqui a revolta de uma em nome de todas", disse Kleo.

O EXTRA entrou em contato com a assessoria da empresa Sambaíba, responsável pela linha 1758/10, mas ainda não obteve resposta sobre o caso.