Coesão da União Europeia a respeito de sanções russas 'começa a desmoronar', diz ministro alemão

Por Zuzanna Szymanska

BERLIM (Reuters) - O ministro da Economia da Alemanha, Robert Habeck, expressou neste domingo temores de que a coesão da União Europeia a respeito da Rússia esteja "começando a desmoronar" antes de um encontro entre os países membros do bloco que vai discutir o embargo de petróleo contra Moscou e planos para reduzir a dependência da energia russa.

Os líderes da UE se reunirão na segunda e terça-feiras para discutir um novo pacote de sanções contra a Rússia, que também deve incluir um embargo sobre o petróleo e um programa que visa acelerar o fim da dependência de combustíveis fósseis, incluindo o gás russo.

"Após o ataque da Rússia à Ucrânia, vimos o que pode acontecer quando a Europa estiver unida. Já pensando no encontro de amanhã, esperamos que continue assim. Mas tudo já está começando a desmoronar e desmoronar novamente", disse Habeck em entrevista coletiva.

Na sexta-feira, os países europeus tiveram dificuldade para chegar a um acordo para embargar as entregas marítimas de petróleo russo, mas permitir transporte por oleoduto, um compromisso para conquistar a Hungria e desbloquear novas sanções contra Moscou.

((Tradução Redação Brasília))

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos