Cofundador da Dogecoin diz que criptos são tecnologia ‘hipercapitalista’ e de direita

·1 minuto de leitura
  • Jackson Palmer diz que não volta a trabalhar com criptos.

  • Ele disse que tecnologia é “hipercapitalista”.

  • Palmer foi um dos criadores da memecoin favorita de Elon Musk.

Jackson Palmer, um dos fundadores da criptomoeda Dogecoin, anunciou que não pretende retornar a trabalhar com esse tipo de tecnologia, alegando diferenças ideológicas e políticas em relação ao rumo que as criptos têm tomado. Ele falou sobre o assunto no Twitter.

Leia também:

“Me questionam se vou retornar às criptomoedas, ou se voltarei a compartilhar minhas ideias sobre esse assunto. Sinceramente, minha resposta é não.”

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Como um dos criadores da Dogecoin, Palmer é visto como uma figura importante dentro do setor das criptomoedas. A Dogecoin nasceu como uma piada, em 2013, criada por dois desenvolvedores de software que queriam brincar com o então nascente mercado de criptomoedas.

Mas a piada pegou, principalmente depois de cair no gosto do bilionário sul-africano Elon Musk, que não escondeu seus esforços em “hypar” a moeda e estimular sua adoção por meio de publicações no seu Twitter. Em determinado ponto, antes do crash das criptos no mês de maio, a Dogecoin chegava a acumular ganhos anuais de 6.000%.

Segundo Palmer, o problema é que hoje ele percebe que as criptos seriam uma tecnologia “hipercapitalista” e inerentemente à direita no espectro político:

“Depois de estudar por muitos anos, eu acredito que as criptomoedas são uma tecnologia hipercapitalista, de direita, cujo principal objetivo é aumentar a riqueza de seus proponentes por meio de uma combinação de evasão fiscal, diminuição da supervisão regulatória re escassez artificial.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos