'Coisas de família': exposição gratuita faz retrato visual das relações durante a pandemia

·1 min de leitura

RIO — Se antes da pandemia, por incrível que pareça, encontros poderiam ser raros entre moradores da mesma casa, a chegada da Covid-19 aproximou os que viviam sob o mesmo teto. Esta realidade jogou luz sobre relações desgastadas, discutiu a solidão a dois, o abandono e, por outro lado, promoveu demonstrações mais explícitas de afeto entre parentes. As diversas facetas de convívio entre pessoas que costumam carregar o mesmo sobrenome são destaque na exposição “Coisas de família”, disponível para apreciação a partir deste sábado (22) no Carioca Shopping. Gratuita, a mostra pode ser vista de segunda a sábado, das 10h às 22h; e aos domingos e feriados, das 13h à meia-noite, até 15 de março. Ela está montada no segundo piso do centro comercial da Vila da Penha.

Curadora da exposição ao lado de Marco Antonio Portela, Greice Rosa destaca a importância de chamar a atenção sobre este tema por meio das obras de 18 artistas visuais que se utilizam de técnicas variadas, como colagens e fotografias.

— Visitar o conceito da família através de imagens contemporâneas é um desafio de grande magnitude que nós abraçamos. O tema parece simples, mas frente à diversidade, e contrapondo a ideia romântica, a família acaba por ser um reflexo do comportamento de toda a sociedade. Na mostra, vemos trabalhos que passam da memória ao acalanto, assim como a negação e o abandono. Os artistas procuraram expandir o tema para uma maior compreensão da formação de família em nossos tempos. O trabalho deles está longe de categorizar, e busca um devaneio poético sobre o assunto — diz a curadora.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos